1. The WordReference Forums have moved to new forum software. (Details)

Africada sonora [ʤ] ou oclusiva palatal sonora [d]

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by Rosing22, May 14, 2013.

  1. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
    Na aula de português de hoje eu li num texto que foi dado pelo professor paulista a palavrinha “desfazer” falando a primeira sílaba com a consonante africada sonora [ʤ], o som vocálico , e a fricativa palatal surda [ʃ], característico do chiar do sotaque carioca. Então, eu disse [ʤiʃ-]; ou seja, [ʤiʃfazex].

    Porem, o professor corrigiu e disse que nessa primeira sílaba não tem [ʤ] nem senão uma oclusiva palatal sonora [d] e o som vocálico [e], ou seja, [deʃ-].

    Eu procurei a palavrinha “desfazer” no meu dicionário Larousse de português e espanhol e também aqui no dicionário português e espanhol de wordrefence e a pronúncia que ambos dicionários mostram é [ʤiʃfazex]. A mesma coisa com “descanso” [ʤiʃkãsu], “desemprego” [ʤizĩpregu], e “desesperar” [ʤizeʃperax].

    Eu já sei que a consonante “d” mais a vogal “i” sempre se pronuncia [ʤi] e tem muitos exemplos como “direito” [ʤireitu], “distancia” [ʤiʃtãsja], “adiantar” [aʤiãtax], e “predizer” [preʤizex].

    Mas me parece que também tem certos contextos linguísticos (fonéticos) em que “d” mais “e” mais “s” (“des-”) ao principio de uma palavra vira [ʤiʃ-] no sotaque carioca.

    E eu falo de certos contextos fonéticos porque já vi que não acontece o mesmo em palavras como desejo [dezeȝu], desde [dɛȝʤi], desertar [dezextax], desenhar [dezeɲax], segundo a pronúncia dos dois dicionários.

    Será que tem a ver com o acento e onde ele cai nas sílabas?

    Alguém poderia esclarecer, por favor?

    Muito obrigado desde já!
     
  2. Guigo

    Guigo Senior Member

    Rio de Janeiro
    Português (Brasil)


    Estranho que queiram transformar a pronúncia de uma área muito restrita, da cidade do Rio de Janeiro, em padrão para o resto da urbe e para todo o Brasil.

    Sou carioca (Tijuca, Zona Norte) e não falo [ʤiʃfazex] (desfazer) ou algo similar. O 'd' é brando, a primeira vogal fica entre 'e' e 'i' e o 's' é mais sibilante; o 'r' pode variar um pouco, conforme o momento. A maioria das pessoas com quem convivo fala assim ou bem próximo. Enfim...
     
  3. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
     
  4. patriota Senior Member

    São Paulo
    Português - Brasil
    De que cidade? Santos?
     
  5. Guigo

    Guigo Senior Member

    Rio de Janeiro
    Português (Brasil)
    Creio que, no meu socioleto, fica entre [disfazex] ou [desfazex].

    Por outro lado, recomendo uma verificação em vídeos da internet de cariocas, provenientes de diversos bairros da cidade: Fernanda Abreu (Zona Sul), Ivan Lins (Tijuca), Fátima Bernardes (Méier), Paulinho da Viola (Madureira), Kid Abelha/Paula Toller (Ilha).

    Outros cariocas para serem observados: Tom Jobim, Gonzaguinha, Erasmo Carlos, Cartola, Jorge Mautner, Fernanda Montenegro, Sergio Cabral (pai e filho).
     
  6. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
    Não sei de que cidade ele é, patriota, mas vou lhe perguntar.

    Peço desculpas. [ʤeʃfazex] está errado lá acima. Deveria ser [deʃfazex] em comtraposição a [ʤiʃfazex].
     
  7. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
    Obrigado pelas sugestões, Guigo.

    Vou conferir os vídeos e logo voltarei com as minhas impressões.
     
  8. aprendiendo argento

    aprendiendo argento Senior Member

    Premantura - Croatia
    Croatian (Chakavian)
    No Oxford Portuguese Dictionary (que registra a pronúncia paulistana) está assim:

    desfazer [ʤisfa'zeɾ]
    desculpar [ʤiskuw'paɾ]
    etc

    Dêsfazer, dêsculpar é coisa de quem fala futêbol mesmo,
    a chamada de spelling pronunciation em inglês

    Leia aqui:
    Assassinato da língua: “Padrão Globo de qualidade” extermina a voz brasileira
     
    Last edited: May 16, 2013
  9. Alandria Senior Member

    Brasil - São Paulo
    Português
    No Nordeste raramente uma vogal pretônica tem o som "e" ou "o". É quase sempre "é" ou "ó", quando não "u" ou "i".

    No Nordeste, também é comum o "mix" dos dois /bÓhbU'leta/, /biÓlu'gia/. Meu ex-namorado de Juazeiro falava assim.
    (sem paciência pra usar símbolos do AFI)
     
  10. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
     
  11. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
    Ah, e, por favor, corrijam os erros na minha escrita se tiver algum. :D

    Obrigado. :)
     
  12. diego-rj

    diego-rj Senior Member

    Rio de Janeiro
    Brazilian Portuguese
    Moro na Zona Oeste do Rio de Janeiro (Campo Grande) e das palavras que você mencionou, pronuncio assim:

    desfazer [ʤiʃfaze]
    descanso [ʤiʃkãsu]
    desemprego [ʤizĩpregu]
    desesperar [dezeʃpera] (com 'e' mesmo)

    Mas isso é algo bem solto. Creio que a pronuncia varie entre 'e' e 'i' e algum som entre os dois constantemente.

    Acho que não, hein. Isso poderia valer para coisas como "naiscer" ao invés de "nacer", mas a troca de e/i é bem natural.
     
  13. aprendiendo argento

    aprendiendo argento Senior Member

    Premantura - Croatia
    Croatian (Chakavian)
    dêskúwpá :D
     
  14. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
     
  15. aprendiendo argento

    aprendiendo argento Senior Member

    Premantura - Croatia
    Croatian (Chakavian)
  16. Casmurro

    Casmurro Junior Member

    Porto Alegre, Rio Grande do Sul
    Portuguese - Brazil
     
  17. diego-rj

    diego-rj Senior Member

    Rio de Janeiro
    Brazilian Portuguese
    Bom, não fico reparando muito isso. Mas vou pedir para minha mãe e uns amigos pronunciarem essas palavras para verificar.
     
  18. Hagafiero Senior Member

    Belo Horizonte, Minas Gerais
    Portuguese - Brazil
    Essa proposição é falsa. O exemplo mais trivial é a palavra "de", que é falada [ʤi].
    Sou de Minas Gerais é falo
    [ʤisfɐze]. Na verdade, isso é se estiver falando devagar ou com ênfase, porque na fala normal é [dsfɐze]. Sei que no Rio de Janeiro também é assim porque vi um vídeo do Porta dos Fundos no qual se fala "dizer" várias vezes como "dzê". (Se quiser ouvir, está neste vídeo a 1:24). Li na Wikipédia que esse fenômeno (dis > ds) acontece em todos os dialetos do português.

    Como já disseram aqui, o prefixo "des" em geral só se fala como [des] se a pessoa estiver lendo um texto em voz alta, influenciada pela forma de escrever. É o caso de repórteres de televisão e é também o caso das pessoas do Forvo.com, razão pela qual não recomendo esse site para ouvir uma pronúncia natural.

    Outro caso em que o D antes de E vira [
    ʤ] é em palavras como "bombardear" (falo [bõbɐɦʤia].

    Sei que também no sul de Portugal "des-" e falado como "dis-", por causa deste trecho do Formulário Ortográfico de 1911:

    A confusão entre es e is mais freqùente, e que dá margem a inúmeros erros de ortografia, ocorre com os prefixos des- e dis-. É usualíssimo ver-se escrito destribuição, por exemplo. Cumpre advertir que o valor dêstes dois prefixos, assim confundidos na pronúncia meridional, é diverso:des-, é privativo, dis- indica «repartição, divisão». Escreveremos pois destinto com e, de destingir, de tingir, distinto com i de distinguir, e assim tambêm dispersar, discrição (que se não deve confundir com descrição, de descrever), discórdia, discorrer, etc.

     
    Last edited: May 18, 2013
  19. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
    Obrigado, diego-rj
    Você já pediu pra eles pronunciarem as palavras?
    Posso dar uma sugestão?
    É melhor que você não peça pra eles dizerem as palavrinhas isoladamente e não diga pra eles que você quer prestar atenção à pronúncia deles nessas palavras porque é muito provável que vão ficar reparando muito a pronúncia e então vão pronunciá-las de um jeitinho que eles acham é o “mais correto”.
    Sabe o que eu quero dizer? É melhor que eles pronunciem as palavras do jeito que eles as pronunciam no dia a dia.
    Seria uma boa ideia se você lhes pedisse ler uma frase que contenha a palavra. Então, você pode pedir pra eles lerem as frases abaixo em voz alta pra você ouvir como é que eles dizem-nas:
    a. Teu amor me desfaz.
    b. Quando descanso? Descanso no amor. (Madre Teresa de Calcuta)
    c. O desemprego afeta a economia do pais.
    Ou você pode criar a suas próprias frases mesmo.
    Mas se você já pediu pra eles, esqueça então.
    Muito obrigado!
     
    Last edited: May 20, 2013
  20. Rosing22 Junior Member

    Costa Rican Spanish
     
  21. ZangiefZangado Junior Member

    Brazil
    Portuguese (Brazilian)
    Sou carioca e concordo com todas as opções que o Rosing22 deu no primeiro post. Discordo plenamente do Guigo.
    De fato, não existe sotaque "errado". Mas se o Guigo se diz carioca da gema, na verdade ele soa como um nordestino, o que seria mt estranho.
    Só para reiterar: [ʤiʃfazex] ou [ʤiʃfaze] - Uso as duas formas, depende do meu dia.
     
  22. Guigo

    Guigo Senior Member

    Rio de Janeiro
    Português (Brasil)
    Há realmente um sotaque modernoso, no Rio, que fica parecendo aquele personagem do Agildo Ribeiro: "pocho ishclarechê; isclarecherei." Deve ser influência da TV ou da cultura praiana ou do Romário... vai saber!

    De qualquer forma, alguém querendo saber como eu falo, procurem no YouTube pelo canal de Guigo Barros Filho. ;)
     
    Last edited: May 20, 2013

Share This Page