1. The WordReference Forums have moved to new forum software. (Details)

Canção de Cedillo

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by pickypuck, Aug 30, 2007.

  1. pickypuck Senior Member

    Badajoz, Spanish Extremadura
    Extremaduran Spanish
    Boa tarde!

    No seu último disco, o grupo extremenho Acetre tem uma canção de Cedillo que gostaria que ouvissem e me dizessem se a maneira de falar se parece ou tem características do português antigo ou é simplesmente dialectal. Cedillo fica no Noroeste da Comunidade Autônoma de Extremadura e até há pouco a população era interiramente lusofalante.

    Podem fazer click neste link e fazer mais uma vez click no quadrinho onde põe Mae Bruxa.

    Obrigado.
     
  2. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Olá.

    Em primeiro lugar, deixe-me dizer que gostei muito da canção! :)

    Quanto a características arcaicas, não sei. Eu tenho dificuldade em entender letras de músicas, mesmo quando são no português que eu conheço melhor. Se tivesse uma transcrição, talvez pudesse dizer mais alguma coisa. A Extremadura é onde existe a fala, não é? Ou existia.

    Uma coisa que me pareceu ouvir foi a pronúncia do "L" como palatal no início das palavras: «aqui está o meu lhenço». Isto é uma característica que também se encontra no mirandês e (mais longe) no catalão.
     
  3. pickypuck Senior Member

    Badajoz, Spanish Extremadura
    Extremaduran Spanish
    Boa tarde.
    Muito obrigado pela tua resposta.
    Não sei se estou a imaginar, mas parece como se os as finais fossem pronunciados como e (bruxa-bruxe, dela-dela, haja-haje). E o primeiro e de verdade e demassiado aberto, não é?
    Sabes se isto é característico da Beira Baixa? No Alentejo nunca ouvi tal coisa.

    Quanto à fala, sim, é uma das línguas faladas na Extremadura. Eu diria que tem uma saúde bastante boa, apesar de não ter uma forma escrita oficial. As vilas onde se fala ficam mais ao norte de Cedillo, muito perto da fronteira com a província de Salamanca. Talvez essa situação geográfica seja a razão de que os extremenhos "falistas" falem espanhol de uma maneira muito parecida às formas de Castela.

    Cumprimentos!
     
  4. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Sim, também dei por isso. Mas não sei se será de facto um "e". Repare que em português o "a" átono, especialmente no final das palavras, se pronuncia muitas vezes como uma vogal central semiaberta que pode soar parecida com um "e" na fala de algumas pessoas, especialmente quando cantam.

    É pena não ter a letra da canção.

    Aos meus ouvidos, soa como "vardade".

    Não tenho ideia, infelizmente.

    Agradeço-lhe mais uma vez por me ter dado a conhecer esta banda, que parece bem interessante. :cool:

    P.S. Estive a ouvir a canção de novo, e encontrei um possível arcaísmo: quando cantam «que diga a verdade» (acho que é isto), pronunciam o "que" como "qui".
     
  5. jazyk Senior Member

    Brno, Česká republika
    Brazílie, portugalština
    O que átono é pronunciado qui em praticamente todo o Brasil.

    Jazyk
     
  6. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Certo, e isso é provavelmente uma característica conservadora do português do Brasil. Parece que o português da Extremadura também a tem. :)
     
  7. posidon New Member

    portugal
    A população de Cedillo era até à pouco tempo lusofalante porque esta foi fundada por antigos habitantes de Montalvão, Portugal.

    Este modo de falar e cantar é o dialecto de Montalvão. A canção diz toda a "vardade"
     
  8. ronanpoirier

    ronanpoirier Senior Member

    Porto Alegre
    Brazil - Portuguese
  9. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    E o refrão devia ser:

    Tua mãe é bruxa
    Tenho medo dela.

    Mas entende-se bem. Sem a letra ao lado, eu só conseguia pescar dois ou três versos. :cool:

    "Didel" presumo que seja dedal, mas o que será "quatela"?...
     
  10. ronanpoirier

    ronanpoirier Senior Member

    Porto Alegre
    Brazil - Portuguese
    Acho que "quatela" é "cautela"...

    "Que diga a verdade mas haja cautela". Faz sentido, não?
     
  11. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Sem dúvida! :thumbsup:
     
  12. Carfer

    Carfer Senior Member

    Paris, France
    Portuguese - Portugal
    A pronúncia dos 'a' finais como se 'e' é realmente característica de algumas regiões da Beira Baixa. Os mais velhos recordar-se-ão, até, de que essa era(é) uma das características mais marcantes da maneira de falar do nosso antigo Presidente da República, General Ramalho Eanes, originário de Alcains (arredores de Castelo Branco).
     
  13. pickypuck Senior Member

    Badajoz, Spanish Extremadura
    Extremaduran Spanish

    Obrigadíssimo!!!
    Que bom!!!
    Hurra pelo ronanpoirier!!! :thumbsup::thumbsup::thumbsup:
    Nunca me pasou pela cabeça que a canção falava de Elvas :eek:

    O vídeo é de um concerto de Acetre na vila de Olivença retransmitido pelo Canal Extremadura Televisión com motivo do dia da Extremadura e dos trinta anos que fazia o grupo nos cenários.

    Cumprimentos e parabéns pelo achado!
     
  14. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    É engraçado que eu cresci a ouvir o general Ramalho Eanes, mas nunca pensei que ele tivesse um sotaque regional! Achava que era só ele que falava assim. :D
     

Share This Page