1. The WordReference Forums have moved to new forum software. (Details)

Conjugação pronominal

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by Carlospalmar, Apr 27, 2007.

  1. Carlospalmar Senior Member

    Spanish, Argentina
    Olá a todos os colegas:

    Será que alguém podia me ajudar com o seguinte:

    1. Exemplos de conjugaço de verbos pronominais. Quando se coloca o pronome átono antes do verbo? (proclítico). O que significa que "com os pronómes enclíticos não podemos conjugar o verbo nos futuros do presente e do pretérito, nem nos tempos do subjuntivo propriamente dito"? Poderiam me dar alguns exemplos para eu ver isto em uma abordagem prática? Há diferença entre o uso no Brasil e o uso em Portugual?
    2. O que quer dizer "verbos essencialmente pronominais ou pronominados versus os reflexivos que são em geral acidentalmente pronominais". O que está entre aspas tirei dum breaviário da conjugação de verbos. Se alguém pudesse me sugeir onde procurar exemplos de conjugação de verbos em portugues nema abordagem prática para estrangeiros. Eu sei que para o falante nativo de português isto é "muito intuitivo" mas para o estrangeiro não é assim. Agradeço qualer ajuda sobre o assunto dos verbos pronominais em português.

    Saludos,

    Carlos
     
  2. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Carlos sua solicitação é muito abrengente. Não dá para responder com duas ou três regras, dois ou três exemplos... As regras de colocação pronominal são muitas e têm várias exceções. Por exemplo:
    Com o futuro do presente e do pretérito, usa-se a mesóclise:
    falar-te-ei, falar-te-ia, desde que não haja uma palavra que exija a próclise. Daí, é necessário saber quais os casos que exigem a próclise.
    Portanto, aí vão alguns lugares onde você poderá obter detalhes sobre a colocação pronominal. Também se você fizer uma pesquisa, verá que temos várias discussões sobre o assunto aqui:
    discussões no fórum

    colocação pronominal

    Mais

    Mais

    Verbos pronominais, reflexivos,

    Você mesmo já abriu um tópico aqui sobre os verbos pronominais e reflexivos. Veja.
     
  3. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Veja se esta página o ajuda.

    Quando o verbo está no futuro do presente do indicativo ou no futuro do pretérito do indicativo, faz-se a mesóclise em vez da ênclise:

    darei + te --> dar-te-ei
    daria + te --> dar-te-ia

    Quanto ao subjuntivo, penso que o autor se refere ao facto de que os verbos deste modo aparecem quase sempre em orações subordinadas, onde é obrigatória a próclise:

    que me dê
    que me desse
    que me der

    A excepção que me ocorre é quando o presente do subjuntivo é usado como imperativo. Neste caso, é possível a ênclise:

    Diga-me!

    Há. No português corrente do Brasil, a ênclise é evitada e a mesóclise não existe. Faz-se quase sempre a próclise.

    Refere-se à diferença entre os verbos pronominais e os verbos reflexivos propriamente ditos (muitas vezes diz-se "reflexivos" em ambos os casos). Isto é tal e qual como em espanhol.
     
  4. Carlospalmar Senior Member

    Spanish, Argentina
    Obrigado Vanda por sua rápida resposta (está correto dizer assim?) Mais não /fazia idéa que a minha pergunta era muito abrangente. O que coloquei entre aspas na minha pergunta, tirei-o [?] dum Breviário da conjugação de verbos (38 edição Revista e Atualizada) Coleção Gramática Viva, Livraria Francisco Alves. S.A. Ministério da Educação e Cultura. Este material é para brasileiros portanto, não foi pensado para o estrangeiro aprendendo português como lingua estrangeira. Sou consciente/estou consciente disso. Estou procurando uma abordagem prática para aprender os usos freqüentes tanto no português falado quanto o escrito. /Paso a paso (one step at a time) e assim por diante mas /por partes/ sim pretender abranger tudo duma vez nem "a quick fix". Gostaria de mudar minha abordagem e abordar o assunto desde o ponto de vista do verbo, em vez de o ponto de vista dos pronómes. Acho que o nativo coloca os pronómes de acordo com o sentido do verbo, em vez do inverso. É assim?
    Mais uma vez agradeço sua ajuda.

    Saludos

    C.
     
  5. Carlospalmar Senior Member

    Spanish, Argentina
    Obrigado por sua rápida resposta:

    Estou procurando uma abordagem prática para aprender os usos freqüentes tanto no português falado quanto o escrito. /Paso a paso/ (one step at a time) e assim por diante mas /por partes/ sim pretender abranger tudo duma vez nem "a quick fix". Gostaria de mudar minha abordagem e abordar o assunto desde o ponto de vista do verbo, em vez de o ponto de vista dos pronómes. Acho que o nativo coloca os pronómes de acordo com o sentido do verbo, em vez do inverso. É assim? Tem alguma sugestão.

    Mais uma vez agradeço sua ajuda.

    Saludos

    C.
     

Share This Page