Mais alguém fala [t͡ɕ] e [d͡ʑ] em vez de [t͡ʃ] ou [d͡ʒ]?

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by Eduardo Rodrigues, Apr 28, 2013.

  1. Eduardo Rodrigues

    Eduardo Rodrigues Senior Member

    Brazil
    Portuguese (BR)
    Olá!
    Acabo de perceber que não falo em palavras como "dia" ou "tia" as consoantes africadas palato-alveolares [d͡ʒ] e [t͡ʃ], sonora e surda, e sim as consoantes alvéolo-palatais [d͡ʑ] e [t͡ɕ]. A sensação é de que as palato-alveolares são mais "fortes" do que as alvéolo-palatais. Surpreendentemente, são estas consoantes usadas em línguas com pouca ou nenhuma relação com o português, quanto menos com o português brasileiro, como mandarim, japonês, coreano, russo, polonês. Então... mais alguém ou sou só eu mesmo?
     
  2. aprendiendo argento

    aprendiendo argento Senior Member

    Premantura - Croatia
    Croatian (Chakavian)
    Só os ti's e di's cariocas, capixabas e mineiros me soam ''fortes'' ( [t͡ʃ] ou [d͡ʒ]), como č e dž em croata.
    Os ti's e di's soteropolitanos e paulistanos me soam ''suaves'' ( [t͡ɕ] e [d͡ʑ], como ć e đ em croata.
    (Em croata, ( [t͡ʃ] e [t͡ɕ] são fonemas diferentes: spavaćica [spa'vat͡ɕitsa] mulher que dorme, spavačica [spa'vat͡ʃitsa] camisola (p/dormir)).
    Mas também já ouvi as variantes ''supersuaves'' [c] e [ɟ] ( [c] é como se pronuncia ć no meu dialeto de croata), usadas por muita gente no interior pernambucano, e também por pessoas (mais velhas) no estado de S. Paulo.

    Se você ouvir a música ''Nobre vagabundo'' (de Daniela Mercury), e prestar atenção, vai poder ouvir que ela usa algo entre [d] e [ɟ] em saudade, vaidade, ansiedade, e algo entre [ɟ] e [d͡ʑ] em liberdade.
    Também notei que muitos brasileiros palatalizam mais fortemente os te's e de's em -ti-, -di- do que os em -te, -de. (Aliás, em Curitiba, -te e -de não se palatizam, mas ti e di sim: o tio comprou leite [u 't͡ɕiu kõ'pro 'lejte]).
     
    Last edited: Apr 28, 2013
  3. Hagafiero Senior Member

    Belo Horizonte, Minas Gerais
    Portuguese - Brazil
    Os locutores cariocas dos anos 50 falavam ti e di de um jeito muito suave, mas não sei se isso era natural ou se era afetado. Alguém sabe em que época essa mudança fonética aconteceu no Brasil?
    Uma gravação de 1960:

    MOD: quem quiser ouvir procure por ''
    A Gata Borralheira - Coleção Disquinho ''
     
    Last edited by a moderator: Apr 29, 2013

Share This Page