nome, apellido

Discussion in 'Português-Español' started by Guayoyo, Dec 31, 2012.

  1. Guayoyo New Member

    Natal, Brasil
    Español (internacional)
    Hola, esta es mi primera consulta. Vivo en Brasil y parece que mi segundo apellido se transformó en mi primer apellido, porque aquí se considera el último como el apellido "que vale"; creo que lo mismo sucede en Argentina. Si yo me llamo Juan José Pérez Martínez, ¿cuál es mi "nome" en Brasil? Porque en los países castellanos, salvo Argentina, mi "nome" (apellido) sería Pérez, y Martínez sería mi apellido materno, concepto que parece que no existe en Brasil.
    Y si mi "nome" es Martínez en Brasil, ¿qué viene a ser Pérez?
    Muchas gracias.
     
  2. anaczz

    anaczz Senior Member

    À beira do Oceano Atlântico
    Português (Brasil)
    A diferença é que no Brasil o sobrenome (apellido) paterno, tradicionalmente, é o último, e é o que geralmente é considerado "mais importante" na identificação da família.
    Considera-se que:
    seus prenomes (nomes próprios ou nomes de batismo) são "Juan" e "José"
    e seu sobrenome (nome de família ou patronímico) é "Pérez Martínez"
    ou seja, seu sobrenome é o conjunto dos nomes de família que você carrega, neste caso, composto pelo sobrenome de seu pai e pelo de sua mãe.
    Provavelmente, em muitas ou na maioria das vezes, vão pressupor que "Martínez" é o sobrenome mais importante, por ser o último.


    (Obs.: A partir de 2002 entrou em vigência o novo Código Civil quem, entre outras coisas, permite que qualquer dos cônjuges adote o(s) sobrenomes do outro e que teoricamente, os filhos possam ter o sobrenome da mãe ou o do pai (ou mesmo dos avós) como seu último sobrenome e a sociedade e a própria legislação ainda estão se adaptando a essa nova realidade)
     
  3. Guayoyo New Member

    Natal, Brasil
    Español (internacional)
    Muito obrigado anaczz, e perdao por confundir nome com sobrenome. Que curioso que um home possa adotar o sobrenome da mulher!!! Entao o Brasil nao é muito machista, melhor ainda.
     
  4. Carfer

    Carfer Senior Member

    Paris, France
    Portuguese - Portugal
    É assim, creio que sem excepção, em todo o mundo lusófono. Os apelidos da mãe precedem os do pai, mas é este que prevalece. Consequentemente, aplicando as regras da composição dos nomes vigentes nos nossos países, é natural que os lusófonos sejam levadas a crer que o apelido paterno de uma pessoa de origem hispânica é o último. Da mesma forma, tal como no Brasil e já há bastantes anos, também em Portugal qualquer dos cônjuges pode adoptar os apelidos do outro.
     

Share This Page