O Som do X

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by ronanpoirier, Jun 22, 2006.

  1. ronanpoirier

    ronanpoirier Senior Member

    Porto Alegre
    Brazil - Portuguese
    Há alguma razão para a letra X ter quatro diferente sons em português?

    Geralmente ela tem só um: /ks/...

    Interessante... alguém sabe quais foram as "mutações" que a letra sofreu, foneticamente, durante o passar dos anos ou se essas diferenças de som já foram inseridas diretamente na linguagem? (Acho que não fui muito claro nesta última parte, mas quero saber se há alguma possibilidade da palavra já ter sido inserida na língua portuguesa escrita com a letra X e com um som diferente de /ks/.)


    Obrigado e até mais! _o/
     
  2. sjofre

    sjofre Senior Member

    Portugal
    Portuguese, Portugal
    Essa mutação vem desde o grego a partir das palavras iniciadas por K (kappa ou capa) e por X (khi ou qui). A letra K do alfabeto grego é representada em latim e em português pela letra C, tanto antes de consoante como de vogal. No latim a letra C manteve o som de K antes de qualquer vogal, mas, em português, o C tornou-se sibilante antes de e e i.
    Por exemplo, as palavras táxi, oxigénio, oxidar e outras escrevem-se com a letra X com o valor de /ks/. A grande frequência do uso destas palavras tem consolidado o som /ks/ na língua portuguesa.
    Como o alfabeto que usamos para representar os sons da língua portuguesa tem um número de letras muito inferior aos fonemas que usamos, há vários processos de representação fonética auxiliares, tais como: os acentos gráficos, as regras convencionais como os dígrafos (ch, lh, nh) ou a utilização de letras com vários valores como o X.
    O valor da letra X como palatal é frequente em palavras portuguesas muito antigas de origem latina e sobretudo de origem árabe. Algumas palavras antigas de origem grega também evoluíram para palatais, mas depois de terem passado pelo latim ou devido ao uso popular durante alguns séculos.
    Em relação à palavra exemplo, poderemos dizer que é uma palavra que tem tido aplicação sobretudo depois da relatinização da língua portuguesa quando um número crescente de pessoas passou a estudar latim para poder frequentar universidades da Europa onde o latim era a língua comum para os professores e os alunos universitários.
    Não era a língua latina tal como no tempo do Império Romano do Ocidente, mas uma língua convencional.
    Notemos que a palavra exemplo escreve-se em Francês ‘exemple’ e pronuncia-se /égzãpl/, em Inglês a mesma grafia pronuncia-se /igzαmp(e)l/ e a palavra portuguesa é pronunciada /êzĕplu/.
    Como se vê, há uma ligação entre o Francês, o Inglês e o Português quanto à pronúncia do X.
    A língua francesa regista a evolução de /ks/ para /gz/ que corresponde a uma sonorização. Em Inglês, manteve-se /gz/, e em Português nota-se uma evolução para /z/.
    Conclusão: as diversas leituras da letra x, nestas três situações, correspondem a diferentes fases da História da Língua Portuguesa.
    Em palavras de evolução popular, que são as mais antigas, a letra x corresponde a uma palatal.
    Em palavras cultas do período da relatinização (fins da Idade Média e Renascimento), a letra X surge com valor de /z/.
    Em palavras modernas de origem grega, a letra X lê-se /ks/.
    A ortografia portuguesa não se baseia apenas na fonética, mas também na tradição.
    Como julgamos evidente, é a História da Língua Portuguesa que possui as soluções para as dúvidas apresentadas.
     
  3. rericri

    rericri Junior Member

    Northern Italy
    Italian, Italy
    e aí onde se pronuncia como na palavra "lixo"?
     
  4. sjofre

    sjofre Senior Member

    Portugal
    Portuguese, Portugal
    O som ch do X acontece especialmente (mas não só) em palavras de origem árabe (como xarope ou enxofre). Nas palavras de origem latina e grega acontece sempre se o X vier no inicio das mesmas. Mas de facto não existe uma regra 100% certa... o melhor é procurar numa boa gramática.
     
  5. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Mais lenha para o fogo,:) aqui.....
     
  6. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    O latim tinha a letra X com valor [ks] (sempre!), mas nas línguas românicas essa sequência de consoantes desapareceu. Em português, o [ks] latino passou geralmente a [sh]. Outras vezes passou a , por exemplo em trouxe (de traxit) e disse (de dixit). Em português medieval, a letra X representava [sh]. Mas nem sempre o X do português derivou de X latino; por exemplo, a palavra peixe deriva de piscis. Outra fonte antiga de [sh] foi o árabe, que contribuiu com palavras como oxalá ou xeque-mate.

    Mais tarde, os intelectuais começaram a introduzir palavras eruditas de origem latina e grega na língua portuguesa, e, por preciosismo, pronunciavam o X como no original, isto é, [ks]. Foi assim que a letra voltou a ter este valor em certas palavras. Em alguns casos, porém, não conseguiram impor a pronúncia original. Por exemplo, em início de palavra o X pronuncia-se sempre [sh], mesmo em palavras de origem latina ou grega. Ninguém lê xilofone como [ksilofone], apesar de a pronúncia original ser com [ks]. E em final de sílaba o X confunde-se com S, sendo portanto pronunciado ou [sh] (também ninguém lê extraordinário como [ekstraordinariu]).

    Em certos casos particulares, o [ks] foi transformado em [z] (exemplo, etc) ou (máximo, etc.) Como bem notou Sjofre, muitas destas transformações ocorreram também em outras línguas românicas.

    P.S. A pronúncia do X como [sh] é invulgar em geral, mas comum nas línguas da Península Ibérica. Existe também em catalão e basco, e existia em espanhol medieval. (Cervantes escreveu Don Quixote com x.)
     
  7. apblopes Senior Member

    Portuguese, Brazil
    E vocês estão esquecendo que no Rio de Janeiro e alguns estados do Nordeste brasileiro, quando ele aparece no final de uma sílaba (como por exemplo, em extraordinário), o x é pronunciado como "sh".
    Na verdade, isso é o famoso "chiado" carioca, mas que não é só carioca.
     
  8. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Não esqueci. :)

     
  9. apblopes Senior Member

    Portuguese, Brazil
    Ah sim, mas podia passar despercebido, porque o cidadão tem que lembrar que o s de alguns sotaques é diferente.
    Eu é que esqueci que os portugueses também tem o costume de "chiar" o S em algumas ocasiões, não é verdade, ó pá?
    Pois, pois.
    ;-)
     
  10. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Penso que a pronúncia portuguesa do S (na maior parte de Portugal; há uns sotaques muito sui generis no Norte rural) é igual à carioca.
     
  11. ronanpoirier

    ronanpoirier Senior Member

    Porto Alegre
    Brazil - Portuguese
    Oh! Novidade para mim! Eu achava que o X em outras línguas era pronunciado sempre como /ks/ (ou /gz/), excetuando o francês que também possui o som /z/ para o X (je peux aller, onde a ligação entre X e A produz o som /z/ )...
     
  12. reka39 Senior Member

    Italian
    Hi! Does anybody know if there exists a Portuguese Phonetic transcription dictionary online? Thanks!
     
  13. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Yes, the one I always link to all my replies, in a way. xote (clique)
     
    Last edited: May 1, 2012
  14. reka39 Senior Member

    Italian
    Perfect! That's what I was looking for.
     
    Last edited by a moderator: May 1, 2012
  15. reka39 Senior Member

    Italian
    What about 'mexer', 'taxa', 'faixa', 'eixo', 'extinto', 'enxame', 'roxo', 'enxaguar', 'luxo', 'puxar', 'experiência', 'extinguir'.. are they all [z] sound?
    Thanks!!
     
  16. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    mexer', 'taxa', 'faixa', 'eixo', roxo', 'enxaguar', 'luxo', puxar', 'enxame', = /ch/
    'extinto', /estinto/
    'experiência'/ esperiência/
    'extinguir'../ estinguir/
     
  17. reka39 Senior Member

    Italian
    Thanks Vanda. So 'extinto', 'experiência', 'extinguir' sounds as 'exame' or 'exemplo', right?
     
  18. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    NO. Exame /ezame/, exemplo /ezemplo/.
     
  19. marta12 Senior Member

    Portugal
    português
    Eu digo "eis"
    - experiência - eisperiência
    - extinto - eistinto
    - extinguir - eistinguir
     
  20. Audie Senior Member

    Brazil Portuguese
    Um recifense pronunciará todas essas palavras com som de "ch", podendo 'experiência' ser pronunciada também com som de "ss".
     
  21. SãoEnrique

    SãoEnrique Senior Member

    French France
    Então o X é igual a um /ʃ/ na maioridade dos casos pelas palavras de origem árabe? Pelas outras palavras é igual a um X pronunciado em francês e espanhol?:confused:
     
  22. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    A resposta à sua primeira pergunta é sim. Quanto à segunda pergunta, em português o "x" pode-se pronunciar /ks/, /s/ ou /z/. A pronúncia é algo imprevisível, mas de um modo geral:

    o /ks/ intervocálico francês corresponde a /ks/ português (oxygène, oxigénio),
    o /gz/ intervocálico francês corresponde a /z/ português (exacte, exato) e
    o /ks/ francês em final de sílaba corresponde a /ʃ/ ou /s/ português (extrême, extremo).
     
  23. SãoEnrique

    SãoEnrique Senior Member

    French France
    Obrigado Outsider, eis aqui uma explicação perfeita:thumbsup:
     
  24. reka39 Senior Member

    Italian
    Sorry but I don't have many other alternatives. Or 'z' or 'ss' or 'cs' or 'ch'. Do you mean they also have the 'ch' sound?
     
  25. patriota Senior Member

    São Paulo
    Português - Brasil
    reka39, veja a separação silábica: ex-tin-to, ex-pe-ri-ên-cia, ex-tin-guir.


    Em e-xa-me e e-xem-plo, a letra e está isolada do x, então não teria como ter a pronúncia das palavras anteriores.
     

Share This Page