1. The WordReference Forums have moved to new forum software. (Details)

Ter que / Ter de / Dever

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by Youngfun, Mar 6, 2012.

  1. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Olá a todos!

    A forma que ouvi mais frequentemente pelo brasileiros é ter que, enquanto que a forma que ouvi mais pelos portugueses é ter de.
    Os dois são o mesmo? Têm o mesmo sentido? Estou certo quando digo que é só diferença de variante portuguesa vs variante brasileira?

    E qual é a diferença entre os dois e o verbo dever?
    Eu sempre tenho entendido ter que/ter de/dever todos e três como dovere em italiano, ou como must em inglês, mas tem uma diferença entre eles?
     
  2. Jabir

    Jabir Senior Member

    Portuguese - Brazil
    Não sei quanto ao uso em Portugal, Yang Fan, porém no Brasil, usamos "ter que" com sentido de obrigação e "dever" com sentido de dúvida.

    Exemplos:
    - Eu tenho que lavar o carro (I must wash the car)
    - Eu tenho que acordar cedo amanhã (I must wake up early tomorrow)
    - Eu devo acordar cedo amanhã (I probably will wake up early tomorrow)
    - Eu devo acordar cedo amanhã? (Do I have to wake up early tomorrrow?)
     
  3. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Sim, e em Portugal também se diz "ter que".

    "Dever" é mais formal e aproxima-se mais do sentido de dever moral abstrato. "Ter que/de" é mais informal e com frequência aproxima-se mais do sentido de necessidade ou obrigatoriedade objetiva. Mas há alguma sobreposição entre os sentidos das duas locuções.
     
  4. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
  5. Macunaíma

    Macunaíma Senior Member

    Um ninho de mafagalfinhos
    português, Brasil
    Ter de/ Ter que têm o sentido de um dever imposto por uma contingência, uma circunstância objetiva.

    Você tem de fazer reservas e chegar no horário marcado se quiser evitar filas.
    Eu tenho que ir. Está tarde e amanhã levanto cedo.


    Dever nesse sentido é muito formal. Geralmente usamos dever para descrever alguma obrigação geral, independentemente de um caso objetivo.

    Um representante comercial deve se apresentar sempre bem trajado.
    O regulamento da empresa diz que eu devo obter autorização do departamento de marketing antes de aceitar pedidos de entrevista.
     
  6. Istriano

    Istriano Senior Member

    -
    Ter de e dever são formais.
    Ter que e precisar são normais/gerais.

    Me desculpem, mas agora eu tenho que ir / preciso ir. ~
    Desculpem-me mas agora tenho de ir-me / devo ir-me.
     
  7. Atomina the atomic nina

    Atomina the atomic nina Senior Member

    Lisboa
    Portuguese
    Eu aprendi que "ter que" introduz um verbo intransitivo e significa sempre "ter muito para" ou "ter coisas para", ex.: tenho muito que fazer. Tenho muito que contar.
    "Ter de" tem de ser mais explicitado, ex.: tenho de ir para casa. Tenho de ir estudar.
    Neste caso não se usa o "dever". Ninguém (em Portugal) diz "devo ir para casa" ou "devo ir estudar", mas no imperfeito sim, já se usa, "devias ir para casa", "já devias estar a estudar"...
    Mas diz-se: "já devo estar atrasado!"
    Complicado, não? :)
     
  8. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Obrigados a todos!

    Mas eu desisti, dificil demais :eek:
     
  9. Alentugano

    Alentugano Senior Member

    Português - Portugal
    Não se preocupe com isso nessa fase do seu aprendizado. Quando tiver dúvidas, use sempre o "ter que". :)
     
  10. Macunaíma

    Macunaíma Senior Member

    Um ninho de mafagalfinhos
    português, Brasil
    Não é tão difícil, Youngfun. Você deve estar familiarizado com a diferença entre must e have to em inglês. É a mesma coisa em português. Se você tem que fazer alguma coisa, você precisa fazer porque uma situação concreta o exige, ou como meio para atingir um fim determinado. Se você deve fazer alguma coisa, você precisa fazer porque é um dever a cumprir (um dever moral, legal, social, etc). Às vezes, porém, esses dois sentidos se imbricam e tanto faz um ou outro.

    Quanto a tem de versus tem que, esqueça isso. É uma questiúncula gramatical que nem os melhores escritores contemporâneos observam. Use a forma que preferir.
     
    Last edited: Mar 15, 2012
  11. Istriano

    Istriano Senior Member

    -
    :thumbsup:
     
  12. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    É o que eu já faço, porque aprendi o português brasileiro na forma coloquial :)

    @Macunaíma: obrigado. Com must e have to fica mais claro.
    E já uso o uso o verbo dever para expressar dúvida ou soposição :)
     
  13. brasileirinho

    brasileirinho Senior Member

    Sertãozinho (canavial)- SP-Brasil
    Português brasileiro
    Você já escreve muito bem em português, se aprendeu o coloquial, não se preocupe, a não ser que use a língua formal com muita frequência, o intuito é comunicar-se, todos vão te entender se você falar "eu tenho que ir" ou "eu tenho de ir" ou "eu devo ir".
     
  14. cordobes82 Senior Member

    Córdoba, Argentina
    Brazilian Portuguese - Argentina Spanish
    Nao se complique! Se você me perguntar, as três formas significam o mesmo, só que o "ter que" é o mais usado no Brasil. :)
     
  15. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Obrigado a todos!
     
  16. Wsmtk New Member

    Portuguese
    O 'dever' seria mais como o 'should' enquanto que o 'ter que' pode ser entendido como 'have to' no ingles. Isso pelo portugues do Brasil.
     
  17. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Em Portugal também.:thumbsup:
     
  18. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Obrigado! :)

    @Outsider:
    Quanto é comum "ter que" em Portugal? Conheci uma garota de Lisboa que só usava "ter de".
     
  19. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Os especialistas da língua dizem que "ter de" e "ter que" têm sentidos diferentes, e na escrita esta diferença costuma ser respeitada, mas parece-me que na fala muita gente diz "ter que" em vez de "ter de".
     
  20. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Obrigado Outsider!
    No enlace da Vanda e segundo a resposta da Atomina, parece que segundo a gramatica normativa (mas não segundo o uso real) só "ter de" tem sentido de must, enquanto que "ter que" tem outro sentido. Estou certo?

    Mas nesse momento estou mais interessado na comunicação quotidiana com lusofonos, do que ler Camões ou Paulo Coelho em língua original. Mas em futuro, quem sabe... ;)
     
  21. Outsider Senior Member

    Portuguese (Portugal)
    Está certo.:thumbsup:
     
  22. Atomina the atomic nina

    Atomina the atomic nina Senior Member

    Lisboa
    Portuguese
    Youngfun, fica mais fácil se pensar que para aí 90% das vezes se diz" ter de". É raro ter de se dizer "ter que".
    - Eu tenho de lhe dizer (ao meu patrão) que tenho muito que fazer. Tenho de fazer as camas, tenho de cozinhar, tenho de limpar o pó. Tenho de reclamar!
    - Tens é de trabalhar e de não refilar, mas tenho de concordar contigo. Tens muito com que te preocupar!
    - Não tem nada que saber*! Faço greve, e pronto! Ele tem de saber que tenho muito que penar! E ele vai ter muito em que pensar!

    Repare que : Tenho muito que sofrer = tenho de sofrer muito. Tenho muito em que pensar = tenho que pensar em muitas coisas.

    * não tem nada que saber = é fácil.
    Ao contrário dos anteriores, eu respeito a regra na fala, além da escrita ,e corrijo os meus filhos quando eles dizem errado.

    Espero ter ajudado, ou, pelo menos, não ter desajudado.... :)
     
  23. Istriano

    Istriano Senior Member

    -
    Não tenho que/de declarar nada (mais ou menos a mesma coisa) é diferente de
    Não tenho nada a declarar.

    Embora o DUP (Dicionário de usos do português do Brasil) os considere a mesma coisa:

     
    Last edited: Apr 2, 2012
  24. nihilum Senior Member

    23°13'S 43°13'W
    Portuglisc sprǣc
    Seria isto? :rolleyes:

    Tenho muito que sofrer :tick:
    Tenho muito de sofrer :cross:

    Tenho de sofrer muito :tick:
    Tenho que sofrer muito :cross:
     
    Last edited: Apr 2, 2012
  25. Istriano

    Istriano Senior Member

    -
    Devo de sofrer muito :D
    Devo muito sofrer.:D

    Preciso de sofrer muito.
    :D
    Preciso muito sofrer.:D

    Nunca uso: dever de fazer, precisar de fazer, ter de fazer.
    São formas arcaicas na minha variante da língua portuguesa.
    Só falo e escrevo: devo fazer, preciso ir, tenho que sair.
     
    Last edited: Apr 2, 2012
  26. nihilum Senior Member

    23°13'S 43°13'W
    Portuglisc sprǣc
    Aparentemente, não faziam distinção alguma entre dever de e... haver de:

    "mas o que fe delle fez nam pude faber, nem fe acha na torre do Tombo, onde que per razam o deueram de lançar, coufa digna de memoria."
    Damião de Goes, (ano) MDCCLXXXX, Chonica do Serenissimo Senhor Rei D. Emanuel, (capítulo) XCVIII, (página) 263

    "Por que pode ser que os omens que la ouueram de ficar não levem certidões do que vemçem, v. m. tera nyso a milhor maneira que poder, asy por emformaçam como por juramento" Diário da viajem de D. Álvaro de Castro ao Hadramaute, em 1548, Simão Botelho, Documento 4, (página) 40


    Fascinante uso de haver, suplantado barbaramente por ter (ou possuir):

    "cazou com dona Maria Ribeira filha de Pero Affonso Ribeiro e de dona Alda Martiins Curutella, e ouueram huum filho que ouue nome..." Os Livros das Linhagens, De Gomes Veegas Frade filho de Egas Louremço e neto de Louremço Veegas e Espadeiro, (página) 320


    Se pode consultar no Houaiss outros exemplos, facilmente googláveis, de haver como existir, sentir, receber e obter.
     
    Last edited: Apr 3, 2012
  27. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Atomina ficou muito clara na explicação, mas isso fica em contrasto com a lingua viva brasileira que aprendo falando com nativos... :eek:
     
  28. Atomina the atomic nina

    Atomina the atomic nina Senior Member

    Lisboa
    Portuguese
    Não se preocupe, Youngfun, aqui em Portugal também muita gente confunde esta questão, pelo menos na fala...
     
  29. machadinho

    machadinho Senior Member

    Ancient Brazilian Portuguese
    Quer dizer que precisar de fazer é arcaico agora? :D Dê um pulinho no centrão de Belo Horizonte. Se às cinco da tarde, num ponto de ônibus, você não ouvir um cê pricisa di pará cum isso, sô com um isso bem longo, eu é que estou velho, Istriano! :D
     
    Last edited: Apr 23, 2012
  30. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Tá não, sô. O pessoar fala isso o tempo todo, inclusive euzinha.
     
    Last edited: Apr 23, 2012
  31. Istriano

    Istriano Senior Member

    -
    rs, eu falei: na minha variante.
    Preciso de fazer soa antigo ou formal (comparem com: uma vizinha de Maria, nesse caso o meu uso deve soar muito antigo ou formal para os de Belo Horizonte).
    Um abraço
     
  32. machadinho

    machadinho Senior Member

    Ancient Brazilian Portuguese
    Não, vizinha de Maria não me soa arcaico nem formal. Soa baiano.
     
  33. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Na verdade, Minas reteve, por motivos históricos, muito do português trazido pelo colonizador, e, como já discutimos outras vezes, aqui mesmo, dentro de Belo Horizonte, ouvimos de Maria e da Maria. Dentro da minha própria casa, tenho duas adolescentes, oriundas de 30km daqui, que dizem de Maria, e eu, de outra região, da Maria. Minha amiga, da minha idade, nascida mais ao norte do estado e criada em BH, diz de Maria. Ou seja, não há como dizer que há um padrão.
     
  34. Vanda

    Vanda Moderesa de Beagá

    Belo Horizonte, BRASIL
    Português/ Brasil
    Eu sei que não. ;)
     

Share This Page