1. The WordReference Forums have moved to new forum software. (Details)

tinhas razão de

Discussion in 'Português (Portuguese)' started by reka39, Jan 5, 2013.

  1. reka39 Senior Member

    Italian
    Hello! In a textbook I found the following sentence: tinhas razão de as lojas estarem abertas. Is what portuguese-speaking people usually say-write? or is it more common to write: tinhas razão: as lojas estão abertas. Thank you.
     
  2. englishmania

    englishmania Senior Member

    Portugal
    European Portuguese

    Tinhas razão, as lojas estão/estavam abertas. :tick:



    Tinhas razão de as lojas estarem abertas.:cross:
    Sugestões: Tinhas razão sobre as lojas estarem abertas/ quanto às lojas estarem abertas/ em relação às lojas estarem abertas.
     
  3. artefacto_ Junior Member

    Utrecht, Netherlands
    Portuguese (European)
    Depends on the context. But, yes, if it occurs in isolation (for instance, you get to the place where the stores are and declare your interlocutor was right), then the alternative you propose is more common.

    Like englishmania says, "ter razão de" is not correct. You say "ter razão em/a respeito de/em relação a/relativamente a/no tocante a/quanto a...".
     
    Last edited: Jan 5, 2013
  4. reka39 Senior Member

    Italian
    Really? So there is an error in the textbook! The alternatives you suggested are similar to those I would use in italian. Thanks.
     
  5. tradugal New Member

    Lisbon-Portugal
    Portuguese
    Here, the preposition "de" has a causal meaning. Therefore, the sentence means: "tinhas razão por as lojas estarem abertas" or "tinhas razão porque as lojas estavam abertas" - you were right for the stores were open
     
  6. reka39 Senior Member

    Italian
    Thanks! But, is this sentence correct or not? Os is the textbook wrong?
     
  7. marta12 Senior Member

    Portugal
    português
    Como já disseram a cima, a frase não está correcta. É um erro do livro.
     
  8. Carfer

    Carfer Senior Member

    Paris, France
    Portuguese - Portugal
    Não tenho tanta certeza disso, marta. De facto, não será a forma habitual de dizer. Não obstante, se eu disser 'Tinhas razão de dizer que as lojas estavam abertas' em vez de 'Tinhas razão para dizer que as lojas estavam abertas' estou a cometer um erro? Não estou a afirmar nada, como é óbvio, apenas a perguntar. A regência de ​'razão' com a preposição 'de' seguida de infinitivo ocorre com alguma frequência. Mesmo não sendo a forma mais comum, há alguma regra que impeça que o infinitivo seja usado na forma pessoal, como é o caso?
     
  9. tradugal New Member

    Lisbon-Portugal
    Portuguese
    As to the European Portuguese that is an acceptable construction though not vey common at least colloquially. And is acceptable for the verb "ter" is commonly used with the preposition "de", for instance: ter de fazer - ought to (or must) do -; ter de dizer - ought to tell. As to the Brazilian Portuguese, you have to ask a Brazilian
     
  10. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    :confused: Não creo que ter de seja a mesma coisa do que ter razão de...

    Por que por as e não pelas?
     
  11. anaczz

    anaczz Senior Member

    À beira do Oceano Atlântico
    Português (Brasil)
    Esse "por" refere-se ao fato de "as lojas estarem abertas" e não às lojas propriamente ditas.
     
  12. Carfer

    Carfer Senior Member

    Paris, France
    Portuguese - Portugal
     
  13. tradugal New Member

    Lisbon-Portugal
    Portuguese
    Numa oração final (com o verbo no Infinitivo pessoal ou impessoal) o sujeito não deve vir contraído com qualquer preposição que o anteceda. É um erro popular dizer, neste caso, "pelas lojas". O correcto é separar: "por as".
     
  14. Youngfun

    Youngfun Senior Member

    Pekino, Ĉinujo
    Chinese/Italian - bilingual
    Obrigado, anaczz, Carfer e tradugal.
    O português tem o infinitivo pessoal e permite construcções não possivéis em outras línguas românicas. Acho isso muito interessante.
     
  15. marta12 Senior Member

    Portugal
    português
    Na frase dada não aparece 'para dizer', nem sequer o verbo 'dizer'. É verdade que está inferido, mas a frase, tal como a reka a deu, está no mínimo incorrecta, é pelo menos o que penso.
     

Share This Page