a verb "partir" - transitive or intransitive?

coloboc66

Senior Member
Russian - Belarus
I supposed it's intransitive.
Because one may not say, on example: "Eu parto-o."
But here:
Conjugação do verbo partir - Conjugar partir
is written, that it's transitive and intransitive.
And even you may make from it an auxillary verb, on example: "Eu parto-me."
Is this possible?
I can't believe!
How can I translate these examples???
 
  • Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Adding to what RoinujNosde wrote, you can actually say 'Eu parto-me' as in 'Eu parto-me a trabalhar' (figuratively, of course, something like 'I tear myself apart working', I work very hard). It's not different from English. You may say 'He broke her heart' (as, indeed, you can say in Portuguese 'Partiu-lhe o coração) but he didn't actually rip her heart, it's not intended to be taken literally.
     

    guihenning

    Senior Member
    Português do Brasil
    Because one may not say, on example: "Eu parto-o."
    Yes, one can if it means to break:

    Parti a perna ontem!
    — Como isso?
    Parti-a jogando futebol com os amigos, mas agora tudo bem.

    It's intransitive if it means to leave, exit «E ele partiu, mas foi mais forte do que ela: em nenhum momento olhou para trás»

    Other meanings require prepositions:

    «Os carros partiram em disparada» (movimento repentino)
    «Eu parto para a luta! Sem pestanejar!» (lançar-se)
    «Partimos para uma longa viagem pela Europa» (dar início a algo)
    «Partis da premissa de que somos todos frágeis?» (ter como fundamento)
    «Partiu de mim a ideia de que nos mudássemos para Genebra» (provir; preceder)
    «E nem pensaste! Partiste para o ladrão armado de nada senão de coragem!» (atacar)
     

    Marcio_Osorio

    Banned
    Portuguese
    Bons exemplos, gui e Carfer!

    Carfer, a construção 'Eu parto-me a trabalhar' que sei portuguesa com certeza confundiu-me um pouco, acostumado que sempre estou com as construções brasileiras. Parto-me, todavia, a rir mais das coisas engraçadas que me contam, do que das coisas sobre que parto-me a chorar. Parto agora, mas decerto voltarei.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Bons exemplos, gui e Carfer!

    Carfer, a construção 'Eu parto-me a trabalhar' que sei portuguesa com certeza confundiu-me um pouco, acostumado que sempre estou com as construções brasileiras. Parto-me, todavia, a rir mais das coisas engraçadas que me contam, do que das coisas sobre que parto-me a chorar. Parto agora, mas decerto voltarei.
    Na realidade, 'mato-me a trabalhar' é bem mais comum do que 'parto-me', mas, como exemplo de usos figurados e transitivos de 'partir', serviu-me. Já agora, uma vez que você se tem interessado noutros fios pela colocação dos clíticos, eu escreveria 'sobre que me parto a chorar'.
     
    < Previous | Next >
    Top