aspecto/aspeto

< Previous | Next >

pertsa

Member
finland - finnish
ola

Come é que vocês escrevem a palavra "aspecto" segundo do novo ortografia no Brasil? aspecto ou aspeto. É esta palavra uma exceção da regra?

pertsa
 
  • englishmania

    Senior Member
    Português Europeu
    Como é que vocês escrevem a palavra "aspecto" segundo o novo acordo ortográfico, no Brasil? Aspecto ou aspeto? É esta palavra uma exceção à regra?
    Como deves saber, em Portugal, a maioria das palavras mantém as consoantes mudas (que não são pronunciadas), por exemplo, "óptimo"; no Brasil, estas caíram - "ótimo".
    O novo acordo ortográfico vai permitir alguns casos de dupla grafia (duas maneiras possíveis de escrever a mesma palavra), o que significa que muitas palavras vão poder continuar a escrever-se da mesma maneira.

    As duplas grafias permitem a escolha e a adaptação à pronúncia da respectiva comunidade (ex.: aspeto/aspecto, conceção/concepção [as palavras à direita têm pronúncia usual no Brasil]). Muito se tem dito contra as duplas grafias, mas pouca gente se apercebeu do grau de liberdade que elas permitem. Sendo ambas válidas no universo da língua, por princípio do novo acordo, ninguém nos impede de as utilizar em qualquer das comunidades. Assim, por exemplo, ninguém me obrigará a adoptar conceção se eu preferir continuar a escrever concepção (assim como ninguém me obriga já hoje a escrever ervanário se eu preferir herbanário).
    Mas se a pronúncia é diferente nos dois países, no novo acordo haverá também dupla grafia: aspecto/aspeto, cacto/cato, caracteres/carateres, facto/fato, ceptro/cetro, conceção/concepção, corrupto/corruto, recepção/receção. Como se explica melhor nas conclusões finais, repare-se que, nos casos de duplas grafias, pode-se continuar com a grafia anterior.
    Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se proferem numa pronúncia culta, quer geral, quer restritamente, ou então quando oscilam entre a prolação e o emudecimento: aspecto e aspeto, cacto e cato, caracteres e carateres, dicção e dição; facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro, concepção e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção;

    fonte: ciberduvidas.pt
    portaldalinguaportuguesa.org

    Deste modo, pela interpretação que faço dos excertos anteriores, penso que podes escolher a grafia que preferires.
    No entanto, continuo com dúvidas em relação a este acordo, pelo que espero que algum colega te esclareça melhor.
     
    Last edited:

    Istriano

    Senior Member
    Croatian
    Segundo o novo acordo ortográfico:

    facto (Pt) = fato (Br) / não mudou
    aspeto (Pt) = aspecto (Br) / mudou em Pt
    telespetador (Pt) = telespectador (Br) /mudou em Pt
    Singapura (Pt) = Cingapura/Singapura (Br) / a mudança não obrigatória no Br
    António (Pt) = Antônio (Br) / não mudou
    esófago (Pt) = esôfago (Br) / não mudou
    colmeia (Pt) = colmeia (Br) / mudou no Br
    pinguim (Pt) = pinguim (Br) / mudou no Br
     
    Last edited:

    anaczz

    Senior Member
    Português (Brasil)
    Essa eliminação das consoantes mudas conforme sua pronúncia ou não ficou estranha...
    Algumas palavras passarão a ter grafia única: direção, batizar, exato, ótimo, etc.
    Mas outras, que tinham grafia idêntica nas duas variantes, passam a ter grafias diferentes, sendo que a forma proposta para o PtEu é estranha a toda gente; é o caso de aspecto/aspeto, recepção/recessão, corrupto/corruto.
    Tenho a ligeria impressão de que esta última regra não vingará, ou melhor, uma vez que é facultativa a supressão, os portugueses continuarão a escrever como sempre escreveram.
     

    José Brasileiro

    Member
    Portuguese - Brazil
    ola

    Come é que vocês escrevem a palavra "aspecto" segundo do novo ortografia no Brasil? aspecto ou aspeto. É esta palavra uma exceção da regra?

    pertsa
    No Brasil, o mais comum é pronunciar o "c". Antes da nova ortografia era possível escrever, no Brasil, "aspecto" ou "aspecto", sendo a última mais comum, e as duas grafias continuam sendo aceitas. No Brasil ouvi pouquíssimas pessoas dizerem "aspeto" (sem o "c").
     

    Outsider

    Senior Member
    Portuguese (Portugal)
    Mas outras, que tinham grafia idêntica nas duas variantes, passam a ter grafias diferentes, sendo que a forma proposta para o PtEu é estranha a toda gente; é o caso de aspecto/aspeto, recepção/receção, corrupto/corrupto.
    Também pronunciamos o "p" de "corrupto".

    "Rece(p)ção" e "recessão" são palavras distintas. ;)
     

    anaczz

    Senior Member
    Português (Brasil)
    Também pronunciamos o "p" de "corrupto".
    Está lá no texto do acordo...
    c) Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se proferem numa
    pronúncia culta, quer geral, quer restritamente, ou então quando oscilam entre
    a prolação e o emudecimento: aspecto e aspeto, cacto e cato, caracteres e
    carateres, dicção e dição; facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro, concepção
    e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção

    "Rece(p)ção" e "recessão" são palavras distintas.
    Esta foi ato falho! É que fica tão horrível escrever "receção" que a mão escorrega para os "ss";)
     

    Outsider

    Senior Member
    Portuguese (Portugal)
    Está lá no texto do acordo...
    c) Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se proferem numa
    pronúncia culta, quer geral, quer restritamente, ou então quando oscilam entre
    a prolação e o emudecimento: aspecto e aspeto, cacto e cato, caracteres e
    carateres, dicção e dição; facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro, concepção
    e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção
    Então a minha interpretação é que os portugueses que pronunciem o "p" devem continuar a escrever "corrupto" e os que não o pronunciem (embora eu pessoalmente nunca tenha notado nenhum) devem passar a escrever "corruto".

    Esta foi ato falho! É que fica tão horrível escrever "receção" que a mão escorrega para os "ss";)
    Concordo que parece feio à primeira vista. É um dos problemas das reformas ortográficas: habituamo-nos tanto à grafia com quer crescemos que estas pequenas modificações nos dão a impressão de serem "erros". Mas acredito que com a passagem do tempo não causará mais estranheza que habituar-se à grafia de outra língua.
     
    Last edited:
    < Previous | Next >
    Top