basta sonharmos uma rainha medieval para ela nos entrar

languagejunkie0204

New Member
English - UK
Esta frase tem sentido como...? Suponho que 'nos' refere-se a 'a nossa casa'?

Muita obrigada!

basta sonharmos uma rainha medieval para ela nos entrar
 
Last edited by a moderator:
  • Darth Nihilus

    Senior Member
    Brazilian Portuguese
    Eu, todavia, não consigo imaginar uma casa. Eu interpretaria como "baixar em"; a rainha medieval sonhada baixa em nós, ou seja, nos tornamos em uma rainha. De qualquer modo, a frase é de fato estranha, crua assim. Não existe mais contexto para ela?
     

    languagejunkie0204

    New Member
    English - UK
    Eu, todavia, não consigo imaginar uma casa. Eu interpretaria como "baixar em"; a rainha medieval sonhada baixa em nós, ou seja, nos tornamos em uma rainha. De qualquer modo, a frase é de fato estranha, crua assim. Não existe mais contexto para ela?
    O texto é muito irónico e a ideia é que o autor (Pessoa) não gosta do fato de que os países distantes existam, ou seja, vem explicando que alguém lhe disse que a Pérsia existe, quando ele julgava que era só o nome dado ao certo tipo de tapete. E a frase com a qual estou a ter problemas é esta:

    'Breve existirá tudo e não está longe o dia, talvez, em que basta sonharmos uma rainha medieval para ela nos entrar, contemporânea e anatomizável, pela porta dentro, depois de bater à realidade da campainha e se fazer anunciar pela presença beiroa da criada."
     

    Vanda

    Moderesa de Beagá
    Português/ Brasil
    Oh! Pessoa. Diz tudo! A expressão aí quer dizer que basta imaginar/pensar numa rainha medieval para ela tocar a campainha da casa e entrar casa adentro.
     

    wtrmute

    Senior Member
    Portuguese (Brazilian)
    Pois é, a expressão no caso é "nos entrar pela porta adentro". O "nos", nesse caso, é uma construção equivalente ao antigo "dativo de interesse" latino: ela entra porta adentro, e isso nos causa incômodo ou prejuízo.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Não foi objecto da pergunta, mas admirar-me-ia se não estivesse também a ter dificuldade em interpretar 'fazer-se anunciar pela presença beiroa da criada'. Até meados dos século XX, em que praticamente deixou de as haver, as 'criadas de servir' (o pessoal doméstico era maioritária ou até mesmo exclusivamente feminino) eram provenientes do meio rural, especialmente da província da Beira (ou das Beiras, quando a região foi subdividida). O adjectivo para os naturais das Beiras é 'beirão', feminino 'beiroa'.
     

    Outsider

    Senior Member
    Portuguese (Portugal)
    Eu diria que o "nos" aqui tem valor possessivo. Significa que a rainha entra pela (porta da) nossa casa.
     
    < Previous | Next >
    Top