confidente

< Previous | Next >

Liam Prince

Member
Serbian
As seguintes passagens são do livro O Crime do Padre Amaro do escritor português Eça de Queirós:
"O padre Saldanha era o confidente do senhor chantre."
"Mas a affabilidade do padre Saldanha, o confidente do paço, que o introduziu logo na livraria de sua excellencia, tranquillisou-o."

O que significa a palavra "confidente"? É o mesmo que "confessor" ou "amigo de confiança", ou outra coisa, talvez um cargo?
Obrigado!
 
  • J. Bailica

    Senior Member
    Português - Portugal
    Pelo contexto, parece que o padre Saldanha era alguém com acesso a matérias mais reservadas, digamos assim, no meio eclesial (eclesial=igreja).
    Confidente é muitas vezes uma pessoa que está entre o amigo e o conselheiro, sobretudo em matérias mais delicadas.
    Essas matérias podem ser de índole mais pessoal ou mais institucional, ou uma convergência das duas.
    Paços e chantre a mim remetem-me para a igreja, sobretudo para o paço episcopal (do bispo), uma vez que os reis estavam em Lisboa e penso que só na Idade Média frequentavam, por assim dizer, Leiria.
    Mas já estou a sair um bocado da minha zona de segurança, não sei bem em que contextos se usava na altura a palavra 'paço', e ainda por cima não tenho a certeza de que houvesse bispo em Leiria nessa época.
    Leiria teve e deixou de ter bispo só longo do tempo.
    Eu sou de Leiria, aliás.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    É isso. 'Confidente' é alguém a quem se fazem confidências e em quem se tem muita confiança para se lhe poder revelar segredos, de quem se é íntimo, embora, no que toca a 'confidente do paço', signifique apenas que era da inteira confiança de quem tinha o poder no paço episcopal e que, por consequência, estava ao corrente de tudo o que lá se passava, mesmo das questões mais reservadas.
    'Paço' é sinónimo muito antigo e popular do termo erudito 'palácio'. O uso de 'paço' começou a declinar no século XVIII, prevalecendo 'palácio', se bem que o primeiro ainda hoje seja a designação corrente das residências episcopais e a Praça do Comércio, em Lisboa, ainda seja popularmente conhecida como Terreiro do Paço.
    Leiria tem diocese (e, portanto, bispo) desde meados do século XVI. A criação do bispado é praticamente contemporânea da vinda da Inquisição para Portugal, ambas por iniciativa de D. João III.
     
    Last edited:
    < Previous | Next >
    Top