cupim (corte de carne bovina)

Arnold2

Senior Member
Brazilian Portuguese
Hola a todos.

Sobre los cortes de la carne vacuna, quisiera saber qué nombre hay en español para una parte de la res que va detrás del cuello. Se trata de una parte sobresaliente, que es característica del cebú, la que en Brasil llamamos cupim.

Os agradezco de antemano. Saludos.
 
Last edited:
  • bolboreta

    Senior Member
    Spanish, Spain
    ¡Buenas tardes! :)

    Arnold, acabo de ver que en esa web traducen "cupim" como "joroba". Me gustaría preguntar a los compañeros foreros: ¿no creen que comer joroba suena horrible? :eek: Yo lo dejaría en portugués y pondría una explicación a continuación, creo que en español suena muy mal decir "joroba frita", "joroba a la plancha", etc.

    Un saludo.
     

    GamblingCamel

    Senior Member
    USA English
    Eu supo que a palavra CUPIM em Português origine-se de "MONTE de cupim" porque cupim significa "termita." Correto?

    Me gustaría preguntar a los compañeros foreros: ¿no creen que comer joroba suena horrible? :eek: Yo lo dejaría en portugués y pondría una explicación a continuación, creo que en español suena muy mal decir "joroba frita", "joroba a la plancha", etc.
    Eu procurei imagem de "joroba frita" e achei apenas esta.

    Algunos de los platos tradicionales de Dunhuang (China occidental):

    Joroba frita con cinco jirones. Accompañada con cinco jirones: brotes de bambú secos, dongru que es una clase de champiñón, brotes de puerro, jamón y pechuga de pollo.

    Joroba frita. Se hace cortando la joroba de camello en piexas regulares o jirones y de fritan rápidamente. Se le da sabor con condimentos y ya está hecho, por lo que es muy rápido.

    Para las recetas usualmente se utilizan camellos que han muerto de forma natural o que están muy viejos. Estos son platos exclusivos, por lo que se debe esperar pagar bastante por ellos.

    GAMBLING CAMEL ~~ con dos jorobas ~~
     

    bolboreta

    Senior Member
    Spanish, Spain
    Bueno, si se trata de camellos no suena tan mal, porque ya estamos acostumbrados a llamar jorobas a las protuberancias que tienen en el lomo. Pero nunca he oído que nadie coma "joroba de buey" o "joroba de cebú", ni lo he visto escrito en la carta de ningún restaurante :(
     

    zema

    Senior Member
    Español Argentina
    Es cierto que lo de joroba no suena muy bien; los restaurantes brasileños por aquí la suelen incluir en sus cartas como "Cupim" y a veces aclaran: (joroba de cebú).

    En Colombia parece que le dicen “morrillo”, que suena mucho mejor.
     

    WhoSoyEu

    Senior Member
    Español Latam, Português Br
    Os europeus gostam muito de consumir cupim no Brasil (a carne, não o inseto) porque é um corte característico das raças zebuínas, não presentes na Europa, e portanto, não conhecido lá.

    Por isso, se existirem versões em espanhol, serão de países latino americanos onde o zebu e seus parentes também são criados.

    "Joroba" é horrível como nome de um alimento!
     

    Vanda

    Moderesa de Beagá
    Português/ Brasil
    Valeu pelo artigo, Nanon! Interessante! O enlace que forneci (glossário) é duma sociedade representativa de exportação de carne e como somos os maiores exportadores de carne, quero crer que os termos ali fornecidos é como as carnes são conhecidas (ficaram sendo conhecidas) pelos importadores em todos aqueles países do enlace.
     

    Nanon

    Senior Member
    français (France)
    Eu tambem quero crer, Vandinha, mas às vezes os nomes dos cortes de carne (e acho que os próprios cortes...) podem mudar de acordo com o país. Nos recursos do fórum de espanhol-francês, a gente tem um glossário (argentino) com tabelas de equivalência para várias línguas. No final, a partir da pág. 14, aparecem os nomes dos cortes nos distintos países da América Latina (e também no Brasil: oba!). Contudo, esse glossário não é perfeito :eek:: procurei o cupim e não achei :p.
     

    Vanda

    Moderesa de Beagá
    Português/ Brasil
    Não é perfeito mesmo, Anita. O que chamam de peixinho é paleta, o que chamam de pescaço é pescoço, e isso porque não quis entrar no mérito do resto pra fazer uma pesquisa. Deve ter um monte de desvios também. ;)
     

    Arnold2

    Senior Member
    Brazilian Portuguese
    Respondendo à questão de GamblingCamel - e desculpe a demora em fazê-lo -, sim, o "cupim bovino" tem esse nome porque os gastrônomos brasileiros terão achado que se parece muito às "casas" onde habitam os cupins (ou térmitas em Portugal), que na verdade chamam-se "cupinzeiros", mas para simplificar optaram por chamar o corte de carne simplesmente de cupim. De verdade que são parecidos, não?:p
     

    WhoSoyEu

    Senior Member
    Español Latam, Português Br
    Respondendo à questão de GamblingCamel - e desculpe a demora em fazê-lo -, sim, o "cupim bovino" tem esse nome porque os gastrônomos brasileiros terão achado que se parece muito às "casas" onde habitam os cupins (ou térmitas em Portugal), que na verdade chamam-se "cupinzeiros", mas para simplificar optaram por chamar o corte de carne simplesmente de cupim. De verdade que são parecidos, não?:p

    Sim, o nome da carne vem daí. Mas não creio que seja criação dos gastrônomos, e sim, dos peões das fazendas, e muito provavelmente tenham sido eles os primeiros a saborear esse corte de carne. Agora me vem uma dúvida: isso os faz gastrônomos?
     

    kchatrya

    Member
    Español
    En Paraguay le decimos giba a la joroba del cebú.
    Comer joroba no tiene nada de horrible, si somos capaces de comernos partes mucho más malolientas y naturalmente próximas a otros conductos fisiológicos. La giba es mucho más limpia de la mayoria de las vísceras y órganos externos que se consumen a la parrila.
     

    Ari RT

    Senior Member
    Português - Brasil
    Creio que aguja seja carne do dianteiro, acém ou peito.
    Primeiro temos que perguntar se o corte de carne "existe" no país de destino da tradução. Cada cultura extrai a carne dos animais de forma diferente. Por exemplo, até outro dia no Brasil contrafilé era contrafilé e pronto, a peça toda tinha o mesmo nome. Por influência da gastronomia argentina e uruguaia passaram a "existir" nas prateleiras as outras formas de cortar o mesmo músculo e o contrafilé hoje se subdivide em chorizo, bife ancho, bife de tira etc. Na Itália cortam o contrafilé de forma diferente e de uma das pontas sai a bisteca florentina. Nós já aprendemos a tirar do porco o eisbein, mas ainda não é da nossa cultura comercializar o stinco (logo abaixo do joelho), então esse corte, e esse prato, não são conhecidos por aqui. Com a tal da globalização, essa minha pergunta vai perdendo importância rapidamente, mas ainda vale uma olhada de cautela.
    Falando em jarrete, como se chamariam em PT os "cortes" do jamón crudo (ES - babilla, contra, maza, caña...)? Punta é ponta, jarrete é, nas duas línguas, o nome de uma parte da anatomia e podemos deixar como está mas, como eu traduzo babilla? Quadríceps femoral? E lá se come algo que tenha um nome desses? Deve ter um gosto horrível.
    Se a "coisa" não existe na cultura alvo, não adianta tentar transliterar. Melhor explicar, usando quantas palavras forem necessárias. Stinco = a panturrilha do porco, babilla = a parte da frente da coxa. Pronto, está traduzido, ninguém vai ficar com dúvida.
     

    El Ajedrecista 999

    Member
    Portuguese - Brazil
    Tal vez aguja, pero tampoco estoy seguro si es exactamente lo mismo o una zona próxima.
    Muchas gracias amigo, el nombre que has citado sirve ahora para poder guiarme y me ha ayudado como siempre.
    Saludos.

    Creio que aguja seja carne do dianteiro, acém ou peito.
    Primeiro temos que perguntar se o corte de carne "existe" no país de destino da tradução. Cada cultura extrai a carne dos animais de forma diferente. Por exemplo, até outro dia no Brasil contrafilé era contrafilé e pronto, a peça toda tinha o mesmo nome. Por influência da gastronomia argentina e uruguaia passaram a "existir" nas prateleiras as outras formas de cortar o mesmo músculo e o contrafilé hoje se subdivide em chorizo, bife ancho, bife de tira etc. Na Itália cortam o contrafilé de forma diferente e de uma das pontas sai a bisteca florentina. Nós já aprendemos a tirar do porco o eisbein, mas ainda não é da nossa cultura comercializar o stinco (logo abaixo do joelho), então esse corte, e esse prato, não são conhecidos por aqui. Com a tal da globalização, essa minha pergunta vai perdendo importância rapidamente, mas ainda vale uma olhada de cautela.
    Falando em jarrete, como se chamariam em PT os "cortes" do jamón crudo (ES - babilla, contra, maza, caña...)? Punta é ponta, jarrete é, nas duas línguas, o nome de uma parte da anatomia e podemos deixar como está mas, como eu traduzo babilla? Quadríceps femoral? E lá se come algo que tenha um nome desses? Deve ter um gosto horrível.
    Se a "coisa" não existe na cultura alvo, não adianta tentar transliterar. Melhor explicar, usando quantas palavras forem necessárias. Stinco = a panturrilha do porco, babilla = a parte da frente da coxa. Pronto, está traduzido, ninguém vai ficar com dúvida.
    Muito obrigado, de fato a sua explicação tocou em um ponto importante, a pluralidade das culturas. Abraços!
     
    Top