dar a una calle

< Previous | Next >

Dymn

Senior Member
Bom dia,

Pergunto-me se também é possível em português usar "dar" no sentido de uma janela, ou uma varanda, ficar numa rua concreta. Por exemplo:

"La ventana de la cocina da a la Plaza Mayor".

Muito obrigado
 
  • Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Sim, efectivamente, mas o sentido não é tanto o de 'ficar/localizar-se', mas o de 'estar virada/ ter vista/ter saída/ para', podendo não estar localizada nessa rua e ficar mesmo relativamente longe dela.
     

    Cainejo

    Senior Member
    Español-España
    Eu acho ouvi em português "dar" nesse sentido mas com a preposição "para". "A janela da para a rua"
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Não reparei na preposição, que em português, nesse caso, é realmente 'para', mas 'a' pode ocorrer quando o sentido é desembocar/ir ter a/ como em 'a rua vai dar a uma praça/ os rios vão dar ao mar'.
     

    gato radioso

    Senior Member
    spanish-spain
    Julgo que é o mesmo nas duas línguas:
    a) Ter vistas a/dominar/estar orientado...: nós usávamos "dar a/dar para..." mas esta última forma tem devindo um pouco arcaica, porque "dar a..." é a mais comum hoje, quiçá por termos acostumado a ela, simplesmente. Porém, quaisquer delas pode ser usada indistintamente. Exs.: "La terraza daba a la calle, había siempre un ruido horroroso", "La torre del castillo da para el río".

    b) Desembocar uma rua ou estrada ou rio, findar o percurso de alguma coisa. Mesmo do que em português, é "dar a".
     
    Last edited:

    Ari RT

    Senior Member
    Português - Brasil
    b) Desembocar uma rua ou estrada ou rio, findar o percurso de alguma coisa. Mesmo do que em português, é "dar a".
    Com essa acepção, usa-se preferencialmente no Brasil dar "em". Essa rua dá na praia, dobrando à direita você vai dar num beco sem saída, a rua Marquês de Sapucaí começa na avenida Presidente Vargas e dá na Praça da Apoteose. É bem mais frequente que dar à praia, dar a um beco sem saída.
     

    gato radioso

    Senior Member
    spanish-spain
    Com essa acepção, usa-se preferencialmente no Brasil dar "em". Essa rua dá na praia, dobrando à direita você vai dar num beco sem saída, a rua Marquês de Sapucaí começa na avenida Presidente Vargas e dá na Praça da Apoteose. É bem mais frequente que dar à praia, dar a um beco sem saída.
    Nós cá só dizemos "dar a" nessa acepção, mas parece ser que não sempre foi assim, que em espanhol antigo existia "dar en".
    De facto, há uns célebres versos do poeta Jorge Manrique, que estava muito melancólico por o pai ter morrido, e que por volta do ano 1500 escreveu:

    Nuestras vidas son los ríos
    que van a dar en la mar
    que es el morir


    (*) Também temos "dar en" como equivalente a se transformar numa coisa distinta e negativa, degenerar em... mas é também um uso arcaico e não muito frequente hoje, não creio que ninguém tinha usado esta forma nos últimos cinquenta/cem anos nem na escrita nem muito menos na linguagem falada.
    Ex.: Como sigas obsesionándote con eso, darás en loco. (Hoje todos diríamos "te volverás loco")
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Também temos "dar en" como equivalente a se transformar numa coisa distinta e negativa, degenerar em... mas é também um uso arcaico e não muito frequente hoje, não creio que ninguém tinha usado esta forma nos últimos cinquenta/cem anos nem na escrita nem muito menos na linguagem falada.
    Ex.: Como sigas obsesionándote con eso, darás en loco. (Hoje todos diríamos "te volverás loco")
    Em Portugal, mantém-se uso idêntico: 'dar em doido' (endoidecer), 'dar em droga' (degenerar, estragar-se, seja ou não por efeito de estupefacientes, já que 'droga' aqui tem o sentido de coisa que não presta), e nem sempre 'dar em' coisa negativa ('dar em pintor', 'dar em estudar', embora, com verbo, é mais frequente 'dar-(pronome) para x, 'deu-lhe para estudar', 'deu-lhe para dormir todo o dia').
     

    gato radioso

    Senior Member
    spanish-spain
    Cá temos uma expressão quase coincidente para essas mudanças repentinas nos gostos ou hábitos das pessoas.
    Sería "pron.+dar+POR"
    Exs:
    Antes eras muy amiga de Luisa, pero últimamente te ha dado por Carmen
    Al Ayuntamiento le ha dado por podar de pronto todos los árboles de la ciudad
    Sí, siempre he sido un sedentario... pero mira, últimamente me ha dado por el deporte


    Não é que agora simplesmente tengamos vontade de fazer alguma coisa nova, a ideia é que agora temos uma mania nova, por sermos caprichosos, volúveis, inconstantes. Por isso, a nuance é negativa quase sempre, sobre tudo se estivermos a falar noutras pessoas.
     
    Last edited:
    < Previous | Next >
    Top