He was arrested for stealing a car

< Previous | Next >

Nino83

Senior Member
Italian
Olá a todos.

Qual é a forma correta para traduzir a frase "he was arrested for stealing a car"?

No italiano e no francês se usa o infinitivo passado. Portanto a frase seria: "è stato arrestato per aver rubato una macchina" e "il a été arrêté pour avoir volé une voiture".

Em português encontrei quer a verção com o infinitivo presente quer aquela com o infinitivo passado.

Qual é a forma correta e, se as duas for corretas, há diferença de sentido?

"Ele foi arrestado por robar um carro"
"Ele foi arrestado por ter robado um carro"

Cumprimentos
 
  • Joca

    Senior Member
    Brazilian Portuguese
    Ele foi preso por roubar um carro. Ele foi preso por ter roubado um carro.

    Não vejo nenhuma diferença entre as duas frases, apenas que a segunda parece remeter a um passado mais distante.

    Para evitar qualquer dúvida, pode-se também dizer: Ele foi preso pelo roubo de um carro.
     

    Nino83

    Senior Member
    Italian
    Muito obrigado Joca.
    Notei que isso acontece também com outros verbos similares, como em ""condenar/multar/punir/castigar/elogiar alguém por fazer/ter feito" e com "agradecer a alguém por fazer/ter feito" (como em Apresentou "O Rio das Flores" o poeta e tradutor Vasco Graça Moura, a quem Miguel Sousa Tavares agradeceu por ajudá-lo a compreender melhor a sua própria escrita" ou em "agradecendo ao festival por ter tido "a audácia" de seleccionar o filme do cineasta dinamarquês", aqui e aqui).

    Portanto, você poderia confirmarme que também nestes casos a diferença de sentido não é tão grande e que as duas soluções são certas?
     

    Joca

    Senior Member
    Brazilian Portuguese
    Não sou especialista, Nino, mas ouso confirmar que não há diferença importante entre essas duas formas e que ambas são corretas. É apenas uma questão de estilo, acho. Pode ser apenas uma impressão, mas sinto que em:
    ele foi preso por roubar - ele foi preso imediatamente após o roubo, e não há dúvidas de que foi ele o ladrão;
    ele foi preso por ter roubado - houve um período maior entre o roubo e a prisão, ou então menos certeza de que ele realmente é o autor do crime.
    Aguarde outros comentários, ok?
     

    Nino83

    Senior Member
    Italian
    Não se preocupe, Joca, a sua resposta é igual àquela que me deram no fórum inglês-espanhol. Isso significa que ao contrário que em italiano e francês, em espanhol e português as duas são corretas e têm só uma pequena diferença de sentido.

    Muito obrigado
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Muito obrigado Joca.
    Notei que isso acontece também com outros verbos similares, como em ""condenar/multar/punir/castigar/elogiar alguém por fazer/ter feito" e com "agradecer a alguém por fazer/ter feito" (como em Apresentou "O Rio das Flores" o poeta e tradutor Vasco Graça Moura, a quem Miguel Sousa Tavares agradeceu por ajudá-lo a compreender melhor a sua própria escrita" ou em "agradecendo ao festival por ter tido "a audácia" de seleccionar o filme do cineasta dinamarquês", aqui e aqui).

    Portanto, você poderia confirmarme que também nestes casos a diferença de sentido não é tão grande e que as duas soluções são certas?
    O Joca tem razão quando aponta a possibilidade de pequenas nuances de sentido, mas concordo com ele que são tão ínfimas e subjectivas que não vale a pena considerá-las. Em linguagem comum, significam o mesmo. Mesmo no que toca às nuances, também não podemos dizer que apontam claramente num ou noutro sentido. Objectivamente, nenhuma das duas nos diz nada de seguro quanto ao momento em que os factos ocorreram (pode ter sido há muito ou há pouco tempo). Se virmos bem, até mesmo em relação à autoria do roubo não são inequívocas (mesmo a terceira que o Joca sugeriu não o é). Se é certo que a maioria das pessoas entenderá qualquer das três como querendo dizer que foi ele o ladrão, em bom rigor só nos permitem concluir que foi esse o motivo da prisão, não que foi ele quem roubou. Creio que seria necessária uma construção da frase diferente para tornar a autoria taxativa: 'Ele roubou um carro e foi preso por isso', por exemplo.
     
    < Previous | Next >
    Top