Ir (con sentido progresivo, en subjuntivo) + gerundio en portugués

Olga468

New Member
Español - España
Buenas a todos/todas...

Estaba practicando para los exámenes de expresión escrita en portugués y tratando de redactar cierta frase me ha surgido la duda de si la traducción es correcta.

La frase en español sería: "Por eso, es imprescindible que los jóvenes de hoy en día se vayan acostumbrando a esta nueva forma de vida".

He aquí donde me surgen las dudas...
Mi primera opción sería: "Por isso, é imprescindível que os jovens de hoje em dia se costumem a esta nova forma de vida". Mi pregunta es la siguiente: ¿no pierde el sentido de progresividad?
La segunda opción sería: "Por isso, é imprescindível que os jovens de hoje em dia vão costumando-se a esta nova forma de vida". En este caso, suena bastante mal. ¿Es correcta la frase?

En caso de que ninguna sea correcta, agradecería cómo se expresa (con qué tiempos verbales) eso en portug
 
  • Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    'Por isso, é imprescindível que os jovens de hoje (em dia) se vão acostumando a esta nova forma de vida', em português de Portugal.
     

    patriota

    Senior Member
    pt-BR
    Para mim, essa frase fica melhor no singular: "... que a juventude de hoje vá se acostumando ...".
     

    Ari RT

    Senior Member
    Português - Brasil
    Esse "a-" (ou ad-) de a_costumbrarse e de a_costumar-se, bem lembrado por Carfer, é prefixo latino que indica movimento na direção de... em a_cercar-se, arrodear, advento, arredondar, e também relação, aderência, pertinência, proximidade em a_costumado, a_vermelhado, a_portuguesado.
    A mim me parece que Olga tenha tropeçado em um caso no qual a própria etimologia, tanto em PT quanto em ES (se não é a mesma!), faz coexistirem dois significados próximos, sem que haja entre eles distinção suficiente para que nos demos conta. No Brasil dizemos que "eu me acostumei a ser criticado" no sentido finalístico, de terminar (a)costumado, de TER ADQUIRIDO o costume. Aparentemente, passamos a entender o verbo a partir do particípio: fui acostumado a obedecer, fiquei acostumado a comer a cada 3 horas, terminei acostumado a viver com pouco.
    Daí que nas duas línguas se faça necessário o verbo "ir" (ou outro de movimento) para desfazer a ambiguidade. Ou de ter, haver, acabar, terminar, para indicar a condição final. Mesmo em ES, a sentença "que los jóvenes se acostumbren a esta forma de vida" deixaria em dúvida o caráter progressivo de "acostumbrarse". Estamos falando de que cheguem finalmente "ao-costume" ou de que comecem o processo de a-costumar-se? Enquanto "se vayan acostumbrando" é clara.
    O mesmo acontece em PT. As duas traduções oferecidas acima me parecem excelentes opções.
     

    patriota

    Senior Member
    pt-BR
    @Carfer a sua observação vale para a variante brasileira também. É esse vão do subjuntivo/conjuntivo que me parece incomum, pelo menos nesse tipo de frase. Não sei se o usaria espontaneamente, mas, por escrito, preferiria outra estrutura, como "é imprescindível que estejam se acostumando" ou "... que comecem a se acostumar".
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Pelo menos no que nos toca, a construção parece-me perfeitamente normal e comum. Diria mesmo que é a forma habitual de dizer em Portugal.
     
    < Previous | Next >
    Top