Pronúncia do L

Antonio d'Oliveira

Senior Member
Português - Brasil
Como era a pronúncia desses l's finais na colonização? Os portugueses daquela época já o pronunciavam como o fazem hoje ou de forma mais próxima à que como se pronuncia no Brasil?
 
  • meencantesp

    Member
    Portuguese - Brazil
    Creio que tenha postado alguns exemplos, mas não posso vê-los. De qualquer forma, acho que sei do que fala. Não falando de nada científico, mas somente pessoal, meu avô, aqui do Rio Grande do Sul e de ancestrais tropeiros (sangue português e indígena), até hoje pronuncia o L como os portugueses – e por vezes a pronúncia desse L sai como a espanhola. Por ele, “pastel” não é pronunciada como “pastéu” (o que é majoritário no Brasil como um todo e provavelmente quase absoluto nas gerações mais recentes).
     

    guihenning

    Senior Member
    Português do Brasil
    A literatura atesta que a mudança de [ɫ] para [w] é bastante comum, sobretudo se o ele for bastante “dark”, como é o lusíada. Vocalização, chama-se. É uma mudança que também poderia eventualmente acontecer no português europeu, portanto.
     

    Antonio d'Oliveira

    Senior Member
    Português - Brasil
    A literatura atesta que a mudança de [ɫ] para [w] é bastante comum, sobretudo se o ele for bastante “dark”, como é o lusíada. Vocalização, chama-se. É uma mudança que também poderia eventualmente acontecer no português europeu, portanto.
    Eles não pronunciam o ele do meio de sílaba, só o final, né?
     

    Alentugano

    Senior Member
    Português - Portugal
    Mais uma vez ressalto que não entendo de representação fonética mas, por exemplo, o "L" (não só o final, mas também os que se situam no meio das palavras, como faLa) dos países africanos de língua portuguesa é/soa muito mais forte que o "L" lusitano. Da minha percepção, o nosso "L" final fica a meio do caminho entre o "L" brasileiro e o africano.
     

    Antonio d'Oliveira

    Senior Member
    Português - Brasil
    Mais uma vez ressalto que não entendo de representação fonética mas, por exemplo, o "L" dos países africanos de língua portuguesa é muito mais forte que o "L" lusitano. Da minha percepção, o nosso "L" final fica a meio do caminho entre o "L" brasileiro e o africano.
    Poderia catar-me um exemplo?
     
    < Previous | Next >
    Top