R vibrante múltiplo na pronúncia de ronronar

meencantesp

Member
Portuguese - Brazil
O verbo "ronronar" é uma palavra formada através da onomatopeia. O gato faria "rom-rom", ou algo do tipo. Suponho eu ser uma palavra antiga, criada há muito tempo.

Antigamente, como se sabe, a pronúncia do R era a vibrante múltipla, creio eu, em praticamente todo o universo lusófono. Hoje em dia, em Portugal, é similar à francesa, mas com alguns falantes ainda usando aquela tradicional. No Brasil, praticamente só se usa o R "aspirado" nesse caso (exceto algumas pessoas de SP ou do Sul em geral).

Pois bem, o verbo ronronar, com uma pronúncia aspirada (predominante na atualidade), não diz muito sobre o som proferido pelos gatos. Com a vibrante, é possível dizer que há certa aproximação (ainda que não perfeita). Pronunciem "ronronar" em voz alta com o R vibrante, que já conseguirão perceber. É certo que, independentemente de nossa pronúncia, sabemos o sentido dessa palavra, mas considero ser correto afirmar que, quando tínhamos uma pronúncia vibrante para a letra R, esse som felino era melhor representado.

Será que há outros casos semelhantes a esse?
 
  • machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    Acho que não. O verbo "rir" é antigo, ainda da época em que o R vibrante múltiplo era o normal, e o som vibrante múltiplo não se assemelha a um riso. Ah, e se isso foi uma ironia ou algo do tipo, não a entendi.
    Não foi ironia. Não faço ideia do que seja R vibrante múltiplo. Só me ocorreu hoje que o erre de 'rir' não reproduz o erre de rir.
     

    guihenning

    Senior Member
    Português do Brasil
    O meu erre não é nem nunca foi vibrante, então não tenho muito local de fala, mas eu chutaria que mesmo o falante que produza a vibrante não a associe com o ronrom (rom-rom?) dos gatos. A origem tem cara de ser onomatopeica, mas há outras línguas cuja palavra para ronronar também tem róticos, embora a pronúncia não seja vibrante.
     

    meencantesp

    Member
    Portuguese - Brazil
    O meu erre não é nem nunca foi vibrante, então não tenho muito local de fala, mas eu chutaria que mesmo o falante que produza a vibrante não a associe com o ronrom (rom-rom?) dos gatos. A origem tem cara de ser onomatopeica, mas há outras línguas cuja palavra para ronronar também tem róticos, embora a pronúncia não seja vibrante.
    Uma ótima observação essa do final do que escreveu.
     
    < Previous | Next >
    Top