... sói-me a distante lembrança do teu vestido...

  • Papagena1

    New Member
    Italian
    #3
    Pois é, um erro de impressão repetido em todos os sites onde esse poema é citado!
    Obrigada, Machadinho, pela ajuda rápida e acertada. Bom dia.
     

    Papagena1

    New Member
    Italian
    #12
    Você tem razão. Enfim os blogs não são a Bíblia! Eu gostaria também de ver o original, o que é extremamente difícil aqui na Itália... mas não impossível. É só questão de tempo. Acho que Mia Couto merece.
    Agradeço a todos pela participação.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    #17
    Não sei se entendi, Carfer. Poderia explicar um pouco mais?

    E um trocadilho com e me?
    Admito que possa ser um trocadilho, sim, com 'doer' e 'saudade'. A saudade dói, não é verdade? É uma dor sui generis, só dói na alma, mas dói. Não me espantava, até porque o Mia Couto é perito em inventar novas palavras, que ele tivesse feito uma amálgama com 'doer' e 'saudade' do género 'a saudade sói'. Mas é pura especulação minha, claro
     

    Crislopes

    New Member
    portuguese
    #18
    Já que não vi o original não dá para garantir que não passa de um erro de impressão. No entanto, quem é leitor de Mia sabe como ele gostar de brotar palavras ou oferecer significados profundos através de imagens dispondo genialmente de palavras simples. Então, nessa percepção do autor e na compreensão de que a poesia transborda uma saudade imensa do ser amado, penso que sói-me pode ser uma combinação de "sou" com "dói-me" para delinear que a dor é tanta que é sentida por cada célula dele; o "ser" é pura dor... Abs
     

    Archimec

    Senior Member
    Portugal, portuguese
    #19
    Como disse VivianeFialho, "sói-me" é um tempo do verbo "soer". Ver Priberam so·er |ê|:
    (latim soleo, -ere)
    verbo transitivo e intransitivo

    1. [Pouco usado] Ter por costume; ser
    frequente. = COSTUMAR
     
    Top