Ser de uma mente

Sutemi

Senior Member
Finnish
Às vezes eu brinco/zoo com uma amiga que é professora da língua portuguesa e falo inglês 'diretamente' traduzido para português. Sempre explico minhas brincadeiras mas agora não consigo.

Em inglês, podemos falar que somos de uma mente. We are of one mind. Eu falei a ela que sou (estou?) de uma mente com o irmão dela. Ela falou que a minha frase não funciona, então eu mandei isto a ela:

1556602873268.png


Ela quer que eu traduza o texto. Infelizmente, não consigo e assim, não consigo explicar a minha brincadeira. Podem me ajudar, por favor?
 
  • pfaa09

    Senior Member
    Portugal - Portuguese
    Estar em harmonia de pensamento. Pensarem todos de igual forma. Estar em sintonia.
    A sua amiga tinha razão. Há traduções que não funcionam de forma literal, mesmo em idiomas mais parecidos com o nosso.
    No idioma inglês existem montes de exemplos disso mesmo.
     

    jpams

    New Member
    Portuguese
    Em inglês "one" é usado de formas que "um(a)" não é usado em português. Por exemplo "the one", em português seria "o(a) escolhido(a)", "o(a) eleito(a)" etc. Não se traduz por "o um", porque isso não faz sentido em português. Outro exemplo seria a expressão "one and only", que não se traduz por "um e único", mas por algo como "único e exclusivo". Coisa parecida acontece com esse exemplo que você deu. A expressão "of one mind" não se traduz por "de uma mente". E nesse caso não apenas pelo fato de não usarmos comumente a palavra "um(a)" para outros fins que não sejam propriamente os de numeral e artigo indefinido, mas também pelo fato de que "of one mind" é uma expressão idiomática do inglês, ela não precisa fazer sentido literal, palavra por palavra, nem ao menos no inglês, porque é uma forma fixa, uma expressão usada em seu todo, como um bloco semântico próprio. Como já responderam acima, a tradução para essa expressão seria "pensamos do mesmo jeito", "a gente pensa igual", "temos a mesma opinião", "temos a mesma mentalidade" etc. Nem "um(a)", nem "mente", muito menos "de um(a)" ou qualquer coisa do tipo seriam usados de forma natural em português para traduzir essa expressão. Soaria tão estranho a ponto de que, provavelmente, nem com esforço e dedicação de um falante de português em tentar entender do que se trata, a quantidade de gente que conseguiria tirar sentido disso seria mínima ou nenhuma. Talvez só pessoas que falam inglês poderiam inferir que se trata de um esforço de comunicação traduzindo uma expressão do inglês literalmente e atribuir sentido a essa frase.
     
    Last edited:
    < Previous | Next >
    Top