Sobre pastar

Guigo

Senior Member
Português (Brasil)
Aos amigos lusófonos: um pedido de ajuda, se possível.

O universo da biologia tem trazido montes de novas palavras (criadas, revividas, adaptadas) para os novos tempos, onde descobertas e conceitos recentes requerem algum tipo de diferenciação. Aliás, nem todas estas novidades estão dicionarizadas: extante, sentiente, relita.

O caso, em tela, está relacionado a pastar, em inglês to graze, porém este idioma possui a palavra to browse, que é algo diferente. Explico: cervos, antílopes, búfalos, etc, pastam, comem do chão, na relva, mas girafas, por exemplo, comem as folhas das árvores ou seja: they browse. As opções, em português, não me parecem adequadas: desfolhar, defolhar, desfolhear. Alguma ideia? Pode ser um neologismo, sem problemas. Se encontrarmos alguma palavra interessante, esta deve ir para um trabalho científico bilíngue (português-inglês) e, quem sabe, lá por 2219, aparecer em algum dicionário.

Grato de antemão.
 
Last edited:
  • machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    Guigo, é só uma ideia, se não houver nada melhor, considere folhear. [O sentido] não está dicionarizado, eu sei, mas assim to browse funcionaria tanto para folhear as folhas dum livro quanto folhear as folhas duma árvore.
     
    Last edited:

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Já uma vez vi 'ramoneador' para designar os animais que comem das árvores. Fui procurar, mas não encontro o verbo respectivo. As cabras da minha avó 'retouçavam' e também era assim que basicamente comiam, mas parece que o verbo 'retouçar' não é, afinal e ao contrário do que julgava, específico desse tipo de alimentação.

    P.S. Em espanhol existe o verbo 'ramonear', exactamente aquele que esperava encontrar em português.
     

    englishmania

    Senior Member
    Português Europeu
    Já uma vez vi 'ramoneador' para designar os animais que comem das árvores. Fui procurar, mas não encontro o verbo respectivo. As cabras da minha avó 'retouçavam' e também era assim que basicamente comiam, mas parece que o verbo 'retouçar' não é, afinal e ao contrário do que julgava, específico desse tipo de alimentação.
    Existe em castelhano.
    ramonear
    1. intr. Cortar las puntas de las ramas de los árboles.
    2. Comerse los animales las hojas y las puntas de los ramos de los árboles:
      las jirafas ramoneaban en la sabana.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Creio que 'ramonear', se existe em português, aplica-se à forma como esses animais comem (ramos, de onde julgo que virá o termo, e folhas de árvores e arbustos). 'Podar' poder-se-ia também dizer dessa prática dos animais porque, no fim de contas, também desbasta as árvores, mas julgo que só usamos o termo, pelo menos em sentido comum e não figurado, para a actividade humana que procura criar melhores condições de desenvolvimento e de produtividade das árvores.
     

    machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    Temos também de ficar atentos ao seguinte: to browse é intransitivo mas 'podar' e 'folhear' são transitivos, ou seja, exigem complemento.
    Girafas browse.
    Girafas podam ramos.​
    Girafas folheam árvores.​
    Por isso, talvez 'ramonear' fique melhor mesmo, já que é intransitivo.

    Girafas ramoneiam. :tick:
    Girafas ramoneiam as árvores. :cross:

    Num texto bilíngue, como o do Guigo, usar verbos com regimes diferentes cria a dificuldade de encontrar complementos em português toda vez que browse aparecer, sem complemento, no inglês.

    Só sugiro conferir se a morfologia está adequada ao português. De onde vem o 'n' em 'ramonear'? Aliás, como conjugaríamos: ramoneam ou ramoneiam?

    Já que é para aumentar o léxico com estrangeirismos ou neologismos, que seja direitinho.
     
    Last edited:

    Guigo

    Senior Member
    Português (Brasil)
    Boas ideias, boa discussão.

    Pensei mesmo em ramonear, um espanholismo que seria bem-vindo. Em um texto longo, para evitar repetição, poderia se usar: folhear, desfolhar, podar - com notas explicativas, se for o caso.

    Substantivos teriam que surgir, para clarear o texto: ramoneio, ramoneador, além de poda.

    Sobre a conjugação, há em galego camonear (menear a cabeça) que pode ser um paradigma. Sobre a morfologia, não saberia dizer.
     

    jazyk

    Senior Member
    Brazílie, portugalština
    O Carfer disse que já viu ramoneador em português, então o n preserva-se, tanto no substantivo quanto no verbo. Por ser verbo em ear, aparece um i nas formas rizotônicas: ramoneio, ramoneias, ramoneia, ramoneiam. Muitas vezes, no entanto, um simples comer deve dar conta do recado. A Infopédia tradu-lo como pastar, comer folhas ou rebentos: Tradução de browse no Dicionário Infopédia de Inglês - Português
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Já tinha encontrado 'ramoneador' em português, sim, não me recordo onde, e, pesquisando na web, o termo está mencionado, por exemplo, aqui Ecologia alimentar de herbívoros - Página 2 - Fauna e Flora - Naturlink. O que não encontrei foi o verbo respectivo, que imagino devesse ser 'ramonear'. A existir, também me parece que a conjugação deva ser a que o jazyk sugere.
    Para minha surpresa, porque, no meu desconhecimento da matéria, não vejo que sentido faça, a página da wiki sobre herbívoros chama 'navegação' à alimentação com folhas e galhos (vide "Estratégias de alimentação")Herbívoro – Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Por cá, dizemos 'esgalhar' para o acto de arrancar galhos, de facto, mas nunca encontrei esse verbo relacionado especificamente com a alimentação de animais.
     

    machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    Para minha surpresa, porque, no meu desconhecimento da matéria, não vejo que sentido faça, a página da wiki sobre herbívoros chama 'navegação' à alimentação com folhas e galhos
    'Navegação' por causa de browser, navegador de internet. Dureza, hein?
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Eu não conhecia esgalhar. Encontrei-o quando fiz a pesquisa. Refiro-me à acepção 4 do Aulete.
    Realmente, é esse o significado que atribuímos ao termo, afora o uso coloquial no sentido de 'mover-se ou fazer alguma coisa a toda a pressa/velocidade'. Cá, é comum.
    'Navegação' por causa de browser, navegador de internet. Dureza, hein?
    É tão óbvio que, paradoxalmente, nem me ocorreu. Que cretinice! Ninguém fará a revisão destas páginas da wiki?
     

    guihenning

    Senior Member
    Português do Brasil
    Há nalgum lugar a etimologia de "ramonear"? Donde vem o ene, é mera ligação? Sabemos que num eventual aportuguesamento os enes e os eles podem pôr problema, embora eu não ache que hoje em dia a sua queda seja produtiva. De todo o modo "ramonhar" me soa mais português…
    E por que não se poderá usar "pastar" ou algum outro verbo mais fácil de imaginar o significado? É por causa da tradução? O problema com os neologismos é que, mesmo na linguagem técnica, podem ser difíceis de encontrar definição ou que uma pessoa os entenda facilmente.
     

    machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    Segundo o dicionário da Real Academia Espanhola, 'ramonear' vem do aumentativo de 'ramo': 'ramón'. Daí o ene.

    Quanto a 'pastar', parece restringir-se a vegetação rasteira. Girafas, a rigor, não pastariam.

    'Esgalhar', sugerido por @jazyk acima, ou 'desgalhar' funcionariam perfeitamente se não fossem transitivos.
     
    Last edited:

    jazyk

    Senior Member
    Brazílie, portugalština
    Havendo necessidade para tanto, do que ainda não me convenci, acho melhor transformar um verbo nosso que seja transitivo em intransitivo do que usar um verbo forâneo.
     

    machadinho

    Senior Member
    Português do Brasil
    É o que eu penso também, jazyk. Se fosse tradução minha, optaria por perífrases: remexer galhos, ramos, árvores.

    O caso, em tela, está relacionado a pastar, em inglês to graze, porém este idioma possui a palavra to browse, que é algo diferente. Explico: cervos, antílopes, búfalos, etc, pastam, comem do chão, na relva, mas girafas, por exemplo, comem as folhas das árvores ou seja: they browse.
    @Guigo, acho que o seu entendimento de browse não está totalmente exato. Veja a primeira acepção do verbete do OED:
    intr. or absol. To feed on the leaves and shoots of trees and bushes; to crop the shoots or tender parts of rough plants for food: said of goats, deer, cattle. (Sometimes carelessly used for graze, but properly implying the cropping of scanty vegetation.)
    A diferença não é entre alto e baixo, árvore e relva. É entre fartura e escassez, ou entre facilidade e dificuldade, não? Não só girafas mas gado, cabras e cervos também browse.

    Acho que a diferença no fundo está em, não só apanhar, mas ter de procurar antes de apanhar. Algo no sentido de fuçar ou vasculhar, por exemplo. Talvez daí a ligação com folhear um livro em busca de algo ou usar o navegador de internet (browser) para fazer pesquisas.
     

    Guigo

    Senior Member
    Português (Brasil)
    Na verdade @machadinho não quis fazer um tratado sobre o assunto, mas os grazers (pastadores) são herbívoros verdadeiros, arrancando a erva, a grama, diretamente, da capa do solo; já os browsers (ramoneadores) são folívoros, preferindo, sempre que possível, as folhas macias encontradas nos ramos de arbustos - claro está que não dispensarão folhas caídas ao solo e, em épocas rudes, comerão até os talos secos das árvores.
    Se o caso for navegar, com sentido de andar, os que pastam também o fazem e, provavelmente, andam mais que aqueles que (*).

    (*) Bom, aí está a surpresa, conforme Houaiss:
    derramar (sXIII cf. IVPM)
    1 t.d. cortar, aparar os ramos de; desramard. a árvore

    Entre 11 acepções, esta de foi a 1. , significando ser, certamente, a mais antiga.

    Algumas observações:
    a) O trabalho, em questão, é uma tese de biologia de um sobrinho, graduado na área, que venho acompanhando, pois tenho interesse, em fazer algum trabalho na área, futuramente, caso ainda esteja vivo;
    b) Derramar não será usado, por motivos óbvios, mas desramar é uma possibilidade. Em ambas as palavras, aparece -ram(a)- que conecta com ramonear. Todas as possibilidades aqui colocadas, foram repassadas para o meu sobrinho;
    c) Caberá ao autor decidir pelo uso deste ou daquele termo, mas certamente, haverá nota (s) explicativa (s), no texto, para encaminhar, claramente, o seu raciocínio;
    d) Bancas da área científica costumam ser mais tolerantes, com neologismos, do que suas equivalentes da área de humanidades.
     
    < Previous | Next >
    Top