Três neguinhas - em Portugal

Português - Brasil
A irmãos portugueses: Como se diz «três neguinhas» por aí? Ou se diz isso assim mesmo?

Tipo:
Que nada. Perdeste o jogo.
Só mais três neguinhas e eu te mostro que ganho.
 
  • A negra não é a partida do desempate? Se é para desempatar, como podem ser três?
     
    A negra não é a partida do desempate? Se é para desempatar, como podem ser três?
    E lá sei. Eu uso essa expressão para falar de rodadas de acréscimo que geralmente o perdedor reclama. Pode ser, no entanto, um desafio que termine em três pontos - quem primeiro os fizer, vence. Nunca a vi como desempate.
     
    Não conheço esse termo em Portugal (para jogo). Parece-me tipicamente brasileiro devido ao 'neginhas' sem o erre.
    No entanto, parece que o perdedor se refere a um conjunto de partidas. Em Portugal temos um jogo de cartas chamado 'Sueca' e joga-se por riscos, ou seja, num papel traça-se um risco na horizontal onde caibam 10, mais pequenos na vertical (basta pesquisarem no Google por riscos sueca).
    Cada partida ganha corresponde a uma bolinha na extremidade de uma ponta ou outra dos riscos verticais. A primeira equipa de 2 jogadores (são 2 contra 2) a chegar às 10 partidas ganhas, ganha um risco.
    Se 3 riscos correspondem a 3 neguinhas, então temos aqui uma correspondência.
    Só falta alguém conhecedor dos jogos para nos esclarecer a dúvida.
     
    Não conheço esse termo em Portugal (para jogo). Parece-me tipicamente brasileiro devido ao 'neginhas' sem o erre.
    No entanto, parece que o perdedor se refere a um conjunto de partidas. Em Portugal temos um jogo de cartas chamado 'Sueca' e joga-se por riscos, ou seja, num papel traça-se um risco na horizontal onde caibam 10, mais pequenos na vertical (basta pesquisarem no Google por riscos sueca).
    Cada partida ganha corresponde a uma bolinha na extremidade de uma ponta ou outra dos riscos verticais. A primeira equipa de 2 jogadores (são 2 contra 2) a chegar às 10 partidas ganhas, ganha um risco.
    Se 3 riscos correspondem a 3 neguinhas, então temos aqui uma correspondência.
    Só falta alguém conhecedor dos jogos para nos esclarecer a dúvida.

    Interessante.
     
    Também não conheço (aliás, não percebo nada de jogos). Talvez não se ajuste à situação concreta, mas quando alguém é derrotado ao jogo ou numa disputa e quer recuperar o que perdeu, dizemos 'tirar a desforra'. A 'desforra' seria então a 'neguinha'?
     
    Sim, dizemos "desforra". Não dizemos "neguinha". Pelo que percebi, não significam a mesma coisa.

    Dizemos: Quero a desforra! (Perdemos; queremos jogar outro jogo para ver se ganhamos desta vez)

    Se for para desempate, podemos dizer "Agora para o desempate/Este é para o desempate", "Este é para ver quem ganha", "Quem ganhar este/marcar, ganha (tudo)"
     
    Last edited:
    No Brasil também se diz desforra. Neguinha é novidade para mim. Dever ser algo restrito a determinado grupo.
     
    E também existe a expressão “à melhor de três”.
    Bem lembrado. Pode muito bem ser o equivalente à questão que nos trouxe aqui.
    Só falta alguém que conheça a expressão ou termo popular.
    Tenho curiosidade sobre a origem das "3 neginhas". Tanto em lugar como em tempo / época.
     
    Será que "neguinha" vem de "nega", e não de "negra"? Vi no Aulete a palavra "nega" relacionada com o jogo de siruca.

    P.S. Devo acrescentar que não conhenço nada de jogos e não faço ideia do que seja o jogo de siruca.
     
    Last edited:
    Mas essa frase não pode ser considerada racista por seu antigo contexto, eu sei que as pessoas não falam por maldade, visto que seu significado é "melhor de 3", mas acho que o contexto desfavorece, isso também ocorre com a palavra "criado-mudo"
     
    Passado todo este tempo lembrei-me que o jogo mais tradicional de "bilhar snooker / sinuca" tem como objectivo embolsar a classe de bolas a que um jogador joga -pequenas ou grandes em Portugal- e no final embolsar a bola preta, daí a expressão "mais três neguinhas = mais uma série de três jogos".
    Não confundir com o jogo de snooker de 15 bolas vermelhas e 6 bolas de outras cores.
    Normalmente começa-se por uma série de três partidas, existindo sempre um vencedor (2-1 ou 3-0). Depois dessas primeiras três partidas, é normal surgir a pergunta: "Só mais três neguinhas e eu te mostro que ganho." para assim poder haver um empate para a tal negra que se falou acima, ou seja, o desempate para ver quem sai o vencedor.
     
    Last edited:
    Lembrando que ‚criado-mudo‘ comprovadamente não é nem nunca foi termo racista. Essa história de que seria uma palavra com esse cunho surgiu no Twitter ou no Facebook e até fez a Amazon banir o termo da plataforma, mas depois parece que os estudos filológicos prevaleceram à etimologia popular inventada e o ‚movimento‘ do criado-mudo perdeu força, mas foi suficiente para deixar muita gente reticente ao usar a palavra por medo de ser acusado de racismo.
     
    Pena que OP sumiu sem aportar mais contexto. Pra mim, a sentença proposta não faz sentido. Por aqui, ouvi muito "a negra" (e não, não se trata de uma pessoa), significando "o desempate". Mas neguinha com essa acepção nunca ouvi. E, mesmo trocando neguinha por negra, ainda não encaixa. Como assim, preciso de três desempates para ganhar?
    Qualquer jogo, seja de azar ou de habilidade, qualquer competição, tem naturalmente um vencedor. Pode até ser par-ou-ímpar. O perdedor pode pedir a "revanche" (*), uma oportunidade de igualar o placar. Se perder novamente, está demonstrada sua falta de sorte ou talento. Se vencer, instala-se a dúvida, que se elimina com a "negra", também chamada a "melhor de três" (partidas). O processo pode continuar indefinidamente, a depender da vontade das partes. Assim, a próxima "negra" pode ser a melhor de cinco, de sete...

    (*) Desforra não usamos deste lado da poça para esse contexto. Seria entendida como vingança.
     
    pequenas ou grandes em Portugal
    Por aqui idem, (1 a 7) ou (9 a 15). Quem primeiro acaba com as "suas" bolas ganha o direito de atacar a bola 8, que é a preta. Quem cometer "falta" que envolva a sacrossanta bola 8 perde a partida peremptoriamente.
    Não confundir com o jogo de snooker de 15 bolas vermelhas e 6 bolas de outras cores.
    Há mais de um conjunto de regras para esse "kit" de bolas. Um muito popular no Brasil é com apenas uma bola vermelha (e as mesmas 6 coloridas) e conta com duas variações: a regra inglesa, na qual só se pode atacar a "bola da vez" (a de menor valor sobre a mesa) e a regra dos bares, mais frouxa, na qual sempre se pode atacar uma bola "numerada", com penalização em caso de erro. Em qualquer caso, a bola mais importante do jogo é a preta, o prêmio almejado é a preta, a última que é "encaçapada" é a preta, o ritual do jogo se consuma e encerra com a preta. O que dá força à hipótese de @Mário Adélio.
    Em contra, vejo duas circunstâncias:
    - No Brasil a bola preta é preta, nunca negra; e
    - É jogo de adultos, em ambiente de adultos. Mas a criançada de 5 ou 6 anos já usa "a negra" com valor de "desempate".
    São circunstâncias contornáveis. As crianças falam o que ouvem dos adultos e pode ser que em algum ponto do passado a bola preta (nome próprio Bola Preta) tenha sido qualificada de "a negra" (adjetivo).
    Quem é que vai saber de onde o povo tira essas coisas...

    Também a morte tem sido qualificada historicamente de "a negra", entre muitos outros epítetos. Pode ser que o caráter definitivo da morte tenha sido comparado ao caráter definitivo do desempate.
     
    (*) Desforra não usamos deste lado da poça para esse contexto. Seria entendida como vingança.
    Bom saber, porque do nosso lado é 'revanche' (e 'revanchismo', 'revanchista' etc.) que tem um sentido mais carregado de vingança.

    Já agora, porque a questão foi indirectamente suscitada acima, em Portugal 'preto' e 'negro' são sinónimas. Porém, se 'negro' pode ter uma conotação racista nalgum contexto particular, no geral não tem e é o termo a que as pessoas recorrem quando 'preto' as põe em risco de ofender alguém. 'Preto', de facto, tem aqui um potencial mais ofensivo do que 'negro' e tem uma conotação racista mais evidente. Fora do contexto racial é ao contrário, 'negro' tem uma carga mais negra do que 'preto'.
     
    Revanchismo e revanchista no Brasil coincidem em valor com o apontado por @Carfer. Apenas a "oportunidade de igualar as coisas" amistosas é que, aparentemente, não tinha um significante perfeito e ficou com o menos ruim, tanto lá como cá. Ninguém diria "vingança" a essa oportunidade. Mas é o que significam tanto desforra como revanche, "pay back", reparação. Curioso que nós tendemos a uma aproximação (pois disso se trata) e os primos de além-mar a outra.
     
    Já ouvi "jogar a negra" em Portugal, penso que da parte daqueles jornalistas desportivos que fazem os relatos de futebol (relatadores?).

    Seja como for, a explicação do Mário Adélio é interessante e faz sentido.
     
    Para adicionar (ou complicar):
    "Nega é o comprimento médio, pré-fixado em projeto, obtido dos 10 últimos golpes do martelo (ou pilão) durante o processo de cravação de uma estaca."
    Até onde lembro, a turma da Civil fala com (é).
     
    Back
    Top