Virado a peste e Virado a pega

Oliveiratadeu

Banned
Português
Como é que se diz em Portugal "virado a peste" e "virado a pega"? Essas expressões querem dizer que o sujeito está eufórico, nervoso ou apressado, no caso da primeira, e dengoso, carente, a querer conversar por horas, no caso da segunda.

Exemplos:
Chegou virado a peste e quebrou toda casa.

Sebastião não pára de me ligar. Está virado a pega, hoje.
 
  • Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Creio que, com todas essas acepções, usamos mais do que duas expressões. De alguém que chega muito apressado pode dizer-se que 'chega /vem/ desembestado'. Não me ocorre nenhuma expressão coloquial que corresponda a eufórico, eu diria mesmo assim . Para 'nervoso', talvez 'chegou numa pilha de nervos'. Se bem entendo 'pega', que suponho que se refere a falar muito (em Portugal, coloquialmente, além de disputa, contenda, significa prostituta, mulher de má vida), nós dizemos 'gralha' (outra ave com fama de "faladora") ou 'tagarela', donde 'hoje está muito tagarela', 'hoje está armado em gralha'. Com igual reserva em relação ao significado de 'virado', nas situações em que alguém se transforma, age de forma diferente da que lhe é natural ou habitual ou procura fazer-se passar pelo que não é, costumamos coloquialmente dizer que 'se arma em ...'. Na frase proposta poderíamos dizer que 'está armado em carraça', ou, com maior probabilidade, simplesmente, 'hoje está um chato'.
     
    < Previous | Next >
    Top